Fênix

 

MenuMaker
 

A MILITÂNCIA POLÍTICA DE PAULO EMÍLIO SALLES GOMES NOS ANOS DE 1930 E 1940:
O INTELECTUAL EM FORMAÇÃO, SEU EXPAÇO DE EXPERIÊNCIAS E HORIZONTE DE EXPECTATIVA

Julierme Morais
Universidade Estadual de Goiás – UEG
juliermemorais27@gmail.com

RESUMO: Muito conhecido por sua trajetória como crítico e historiador de cinema brasileiro, Paulo Emílio Salles Gomes (1916-1977) faleceu há exatos 40 anos. Apesar de inúmeras celebrações em torno de sua memória e pesquisas de vulto sobre sua contribuição à cultura brasileira, sua atuação políticoideológica ainda constitui-se num tema pouco explorado pelos pesquisadores. Para tentar, de algum modo, contribuir para a reversão desse quadro e incitar novos investimentos na fase da vida de Paulo Emílio que consideramos um processo de formação, no presente artigo nos propomos a uma análise crítica de sua atuação enquanto militante político de esquerda nas décadas de 1930 e 1940. Para tanto, nos amparamos teoricamente nos conceitos de espaço de experiências, horizonte de expectativa e formação, tomados de empréstimo, respectivamente, de Reinhart Koselleck e Jörn Rüsen.

PALAVRAS-CHAVE: Paulo Emílio Salles Gomes, militância política, formação, espaço de experiências, horizonte de expectativas

THE POLITICAL MILITANCE OF PAULO EMÍLIO SALLES GOMES IN THE YEARS OF 1930 AND 1940:
THE INTELLECTUAL IN FORMATION, ITS EXPERIENCE SPACE AND HORIZON OF EXPECTATION

ABSTRACT: Well known for his career as a Brazilian film critic and historian, Paulo Emílio Salles Gomes (1916-1977) passed away exactly 40 years. Despite of numerous celebrations around his memory and important research on his contribution to brazilian culture, his political-ideological performance still constitutes a subject little explored by the researchers. To try, somehow, to contribute to the reversal of such a framework and encourage new investments in this life stage of Paulo Emílio, which we consider a process of formation, in this article we propose a critical analysis of his role as a left-wing political activist during the decades of 1930 and 1940. Therefore, we theoretically rely on the concepts of experiences space, horizon of expectation and formation, borrowed respectively from Reinhart Koselleck and Jörn Rüsen.

KEYWORDS:
Paulo Emílio Salles Gomes, political militance, formation, experience spaces, horizon of expectation.

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.