Fênix

 

MenuMaker
 

O ESTRUTURALISMO NA ARQUEOLOGIA DO SABER: EPISTEME COMO ESTRUTURA – HISTÓRICA

Pedro Ragusa
Universidade Estadual Paulista - UNESP
pedroragusa@yahoo.com.br

RESUMO: O objetivo deste artigo é mostrar como a pesquisa arqueológica de Michel Foucault foi desenvolvida a partir de um interesse em mostrar como se constituíram historicamente as relações discursivas sobre os saberes através de uma perspectiva estrutural. Assim, pode-se dizer que existiu um estilo de análise estrutural que serviu de aporte para a prática de suas histórias arqueológicas nos anos sessenta. Tendo em vista que Michel Foucault, desenvolveu sua pesquisa arqueológica nos anos sessenta pela introdução de análise Estruturais no domínio da história das ciências pôde realizar um conjunto de descrições histórico-estruturais sobre as relações discursivas entre os saberes em diferentes períodos históricos, chamados por ele de Episteme.

PALAVRAS-CHAVE: Metodologia – Arqueologia – Estruturalismo – Episteme.



STRUCTURALISM IN THE ARCHEOLOGY OF KNOWLEDGE: EPISTEME AS STRUCTURE - HISTORICAL

ABSTRACT: The aim of this article is to show how Michel Foucault 's archaeological research was developed from an interest in showing how historically the discursive relations about knowledge were constituted through a structural perspective. Thus, it can be said that there existed a style of structural analysis that served as contribution to the practice of his archaeological histories in the sixties. Considering that Michel Foucault developed his archaeological research in the sixties by the introduction of structural analysis in the domain of the history of the sciences, he was able to make a set of historicalstructural descriptions about the discursive relations between the knowledge in different historical periods, called by him of Epistemes.

KEYWORDS:
Methodology - Archeology – Structuralism – Episteme

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.