Fênix

 

MenuMaker
 

O CASO FIEL INIMIGO

Rui Zink
Universidade Nova de Lisboa

RESUMO: O Fiel Inimigo foi um semanário satírico português em formato de jornal tabloide, com 24 páginas, que durou 48 números, tendo o primeiro saído nas bancas em 3 de julho de 1993 e o último a 27 de maio de 1994. Teve como diretor Júlio Pinto (1949-2000), jornalista e humorista, resistente à ditadura derrubada pela “Revolução dos Cravos” em 1974. O autor foi editor do jornal e faz neste artigo um relato pessoal sobre a aventura jornalística de produzir um semanário de humor com uma escassez de meios de arrepiar um espartano. Ao mesmo tempo, contextualiza, problematiza e reflete sobre a evolução da escrita humorística periódica em Portugal dos últimos anos do século XX e dos constrangimentos que a condicionavam.

PALAVRAS-CHAVE: Jornalismo humorístico - sátira política - Júlio Pinto - O Fiel Inimigo

THE CASE OF ‘THE FAITHFUL ENEMY’

ABSTRACT: The Faithful Enemy was a Portuguese satirical weekly newspaper in a tabloid format, with 24 pages, published from July 3, 1993 to May 27, 1994, lasting only 48 issues. Its executive editor was Júlio Pinto (1949-2000), journalist and humorist, former resistant against the dictatorship overthrown by the “Carnation Revolution” in 1974. The author worked as an editor in The Faithful Enemy and writes here about his personal recollections of a journalistic adventure: publishing a weekly humor newspaper with means so scarce that would make a Spartan quiver. At the same time, he puts in context and reflects upon the evolution of written humor and its constraints in the last years of the 20th century in Portugal .

KEYWORDS:
Humorous journalism - political satire - Júlio Pinto - The Faithful Enemy

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.