A COMÉDIA “CIA TEATRAL AMAFEU DE BRUSSO”: UMA SÁTIRA DAS CONDIÇÕES DO TEATRO

  • Thaís Leão Vieira
  • Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT
  • thaisleaovieira@gmail.com

RESUMO: O artigo analisa a comédia Cia Teatral Amafeu de Brusso (1961), escrita originalmente para a TV Excelsior, de Oduvaldo Vianna Filho. Discute-se a partir do texto teatral o universo da produção cultural no pré-1964.

PALAVRAS-CHAVE: Teatro – Humor – Oduvaldo Vianna Filho

ADORNO, Theodor W. Indústria cultural e sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

AMAFEU, A estréia de um Vianinha bem-humorado. Folha de S. Paulo, São Paulo, 15 de maio de 1985.

BRITTO, Sérgio. Fábrica de ilusão: 50 anos de teatro. Rio de Janeiro: Funarte/Salamandra, 1996.

CARDOSO, João Batista Freitas. O Cenário Televisivo: linguagens múltiplas fragmentadas. 2006. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.

COSTA, Alcir Henrique da; SIMÕES, Inimá Ferreira; KEHL, Maria Rita. Um país no ar: a história da TV brasileira em 3 canais. São Paulo: Brasiliense, 1986.

FAOUR, Rodrigo. Revista do rádio, cultura, fuxico e moral dos anos dourados. Rio de Janeiro: Relumé-Dumará, 2002.

FARIA, João Roberto. Ideias teatrais: o século XIX no Brasil. São Paulo: Perspectiva: Fafesp, 2001.

FARIA, Maria Cristina Brandão de. Teleteatro: fenômeno singular da televisão brasileira. UNESCOM – Congresso Multidisciplinar de Comunicação para o Desenvolvimento Regional. São Bernardo do Campo/ SP. Brasil, 9 a 11 de outubro de 2006. Universidade Metodista de São Paulo, Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora.
Disponível em: http://encipecom.metodista.br/mediawiki/images/6/61/GT2-_CELACOM-_02-_Teleteatro-_Maria_Cristina.pdf

FERNANDES, Ismael. Memória da telenovela brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1987.

FERRAZ, Nivaldo. Humor no rádio brasileiro: significado psicossocial, formulação humorística e representação do cômico. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

FEDERICO, Maria Elvira. História da comunicação do rádio e da TV no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1982.

DREIFUSS, René A. 1964: a conquista do Estado: ação política, poder e golpe. Rio de Janeiro: Vozes, 1981.

GOMES, Tiago de Melo. Como eles se divertem (e se entendem): teatro de revista, cultura de massas e identidades sociais no Rio de Janeiro dos anos 1920. 2003. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

HAMBURGER, Esther. O Brasil antenado: a sociedade da novela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. 4. ed. São Paulo: Senac, 2005.

MACHADO, Irley. A farsa: um gênero medieval. OuvirOUver. Uberlândia: Edufu, v. 5, 2009.

MATTOS, David José Lessa (org.). Pioneiros do rádio e da TV no Brasil: depoimentos à pró-tv. São Paulo: Códex, 2004.

MOYA, Álvaro de. Glória in Excelsior: ascensão, apogeu e queda do maior sucesso da televisão brasileira. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1988.

ORTIZ, Renato; BORELLI, Sílvia Helena Simões; RAMOS José; ORTIZ, Mário. Telenovela, história e produção. São Paulo: Brasiliense, 1989.

PALLOTTINI, Renata. Dramaturgia de televisão. São Paulo: Moderna, 1998.

PASCOLATI, Sonia Aparecida Vido. Metateatro: inserção do discurso crítico no texto dramático. 1a JIED – Jornada Internacional de Estudos do Discurso. 27, 28 e 29 de março de 2008, p. 513-522.
Disponível em: http://www.dle.uem.br/jied/pdf/METATEATRO%20pascolati.pdf

PEIXOTO, Fernando (org.). Teatro de Gianfrancesco Guarnieri: textos para televisão. São Paulo: Hucitec/Ed. da USP, 1988.

PEIXOTO, Fernando. (org.) Vianinha: teatro, televisão e política. São Paulo: Brasiliense, 1983.

PEREIRA, Sidênia Freire. O teleteatro da TV Tupi de São Paulo: origens e contribuições na teledramaturgia nacional. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação). Departamento de Comunicações e Artes, Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

PORTO E SILVA, Flávio Luis (coord.). O Teleteatro Paulista nas Décadas de 50 e 60. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, Departamento de Informação e Documentação Artísticas, Centro de Documentação e Informação sobre a Arte Brasileira Contemporânea, Idart, 1981.

PROJETO Memória das Artes. Deocélia Vianna: Uma companheira de viagem. Funarte.
Disponível em: http://www.funarte.gov.br/brasilmemoriadasartes/acervo/familia-vianna/deocelia-vianna-uma-companheira-de-viagem/.

PROPP, Vladimir. Comicidade e riso. Trad. Aurora Fornoni Bernardini e Homero Freitas de Andrade. São Paulo: Ática, 1992.

SALIBA, Elias Thomé. Raízes do riso: a representação humorística na história brasileira: da Belle Époque aos primeiros tempos do rádio. São Paulo: Cia das Letras, 2002. SILVA, Marcos Antonio. Caricata República: Zé Povo e o Brasil. São Paulo: Marco Zero/CNPq, 1990.

SAMPAIO, Mário Ferraz. História do Rádio e da Televisão no Brasil e no Mundo. Rio de Janeiro: Achiamé, 1984.

SILVA, Flávio Luiz Porto. Rádio em revista: os caminhos do teatro de revista no rádio das décadas de 20 e 30. 2005. Dissertação (Mestrado em Teoria Literária e Literatura Comparada) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

SODRÉ, Muniz; PAIVA, Raquel. O império do grotesco. Rio de Janeiro: Mauad, 2002.

VIANNA, Deocélia. Companheiros de viagem. São Paulo: Brasiliense, 1984.

VIANNA FILHO, Oduvaldo. Cia Teatral Amafeu de Brusso. Cópia digitalizada no Núcleo de Estudos em História Social da Arte e da Cultura – Nehac. Universidade Federal de Uberlândia (UFU-MG).