A QUESTÃO DO CONHECIMENTO NO INTERIOR DAS CIÊNCIAS DO HOMEM

  • Isaías Pascoal
  • Instituto Federal de Educação Sul de Minas – MG
  • ipascoal@uol.com.br

RESUMO: Este artigo tem como finalidade refletir sobre a questão do conhecimento no interior das Ciências Sociais, evidenciar o quanto ela é complexa e o peso que possui em seu interior. Toma como base a produção de vários autores que a ela se dedicaram.

PALAVRAS-CHAVE: Conhecimento – Perspectiva – Discurso – Reflexão

ABRÃO, Bernadette Siqueira. História da filosofia. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

ALEXANDER, Jeffrey C. O novo movimento teórico. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 2, n. 4, junho 1987.

BOUDON, Raymond. Tratado de sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

DOMINGUES, José Maurício. Teorias sociológicas no século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Zahar.

GADAMER, Hans-Georg; FRUCHON, Pierre. (Orgs.). O problema da consciência histórica. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998.

HEKMAN, Susan J. Hermenêutica e sociologia do conhecimento. Lisboa: Edições 70, 1986.

MANNHEIM, Karl. Ideologia e utopia. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.

WEBER, Max. A objetividade do conhecimento nas ciências sociais. In: COHN, Gabriel. (Org.). WEBER. São Paulo: Ática, 1991.