A TRAJETÓRIA DE FRANCIS GALTON E SUA PERSPECTIVA EUGÊNICA NO PRIMEIRO
TRIMESTRAL DE THE EUGENICS REVIEW (1909)

  • Leonardo Dallacqua de Carvalho
  • Casa de Oswaldo Cruz - FIOCRUZ-RJ
  • leo.historiafiocruz@gmail.com

RESUMO: Este artigo busca analisar a trajetória e a posição eugênica do cientista inglês Francis Galton nos três primeiros números da The Eugenics Review, em 1909. Ao longo do texto pretendo responder quais eram os objetivos de Galton com a fundação do periódico que sobreviveu por quase seis décadas. Desse modo, ao trazer a expectativa de Galton no The Eugenics Review, apresento as intenções de um periódico que pretendia ser um fio condutor entre ciência eugênica e sociedade.

PALAVRAS-CHAVE: Francis Galton – Eugenia –The Eugenics Review

ANDERSON, Benedict R. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ARCANJO, Fernanda Gonçalves; SILVA, Edson Pereira. Pangênese, genes, epigênese. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v.24, n.3, jul.-set. 2017.

BULMER, Michael. Francis Galton: pioner of heredity and biometry. Maryland: The John Hopkins University Press, 2003.

BURKHARDT, Frederick; EVANS; Samanta, PEARN, Alison. A evolução: cartas seletas de Charles Darwin, 1860-1870. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

CARVALHO, Leonardo Dallacqua de. A eugenia no humor da Revista Ilustrada Careta: raça e cor no Governo provisório (1930 – 1934). Dissertação de Mestrado. Assis-SP: UNESP, 2014.

DE LUCA, Tania Regina. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi. (Org.). Fontes Históricas. São  Paulo: Contexto, 2008.

DEL CONT, Valdeir Donizete. Francis Galton: eugenia e hereditariedade. Scientiae Studia. São Paulo, v. 6, n. 2, 2008.

EISENSTEIN, Elizabeth L. A Revolução da Cultura Impressa: Os primórdios de Europa Moderna. São Paulo: Editora Ática, 1998.

FERREIRA, Luiz. O. Os periódicos médicos e a invenção de uma agenda sanitária para o Brasil (1827-43)’ História, Ciências, Saúde — Manguinhos, v.6, n.2, jul. – out. de  1999.

GALTON, Francis. Deterioration of the British race. The Times. 18 de junho de 1909.
Disponível em: http://galton.org/letters/deterioration-british-race/galton-deterioration-british-race.htm

GALTON, Francis. Essays in eugenics. London: The Eugenics Education Society, 1909.

GALTON, Francis. Inquiries into human faculty and its development. London: Macmillan and Co, 1883.

GALTON, Francis. Talent and Character. Macmillan’s Magazine, 1865.

GALTON, Francis. Memories of my life. London: Methuen & CO, 1908.

GALTON, Francis. Hereditary Genius. London: Macmillan and Co, 1869.

GILLHAM, Nicholas Wright. Sir Francis Galton: From African exploration to the birth of eugenics. New York: Oxford University Press, 2001.

HOBSBAWM, Eric J. Nação e nacionalismo desde 1780: programa, mito e realidade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

KEVLES, Daniel J. In the name of eugenics: genetics and uses of human heredity. Berkeley and Los Angeles: University of California Press, 1985.

KOSELLECK, Reinhart. Uma história dos conceitos: problemas teóricos e práticos. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.5, n.10, 1992.

MACKENZIE, Donald. Eugenics in Britain. Social Studies of Science. University of YorkUK, v. 6, n. 3/4, 1976.

MOTA, André. Quem é bom já nasce feito: Sanitarismo e Eugenia no Brasil. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

PERSON, Karl. The life, letters and labours of Francis Galton. v. 2. Cambridge: University Press, 1924.

SALEEBY, Caleb. Parenthood and race culture an outline of eugenics. New York: Moffat, Yard and Company, 1909.

SOUZA, Vanderlei Sebastião de. A eugenia brasileira e suas conexões internacionais: uma análise a partir das controvérsias entre Renato Kehl e Edgard Roquette-Pinto, 1920-1930. Hist. cienc. saude-Manguinhos, v.23, suppl.1, 2016.

STEPAN, Nancy L. A hora da eugenia: raça gênero e nação na América Latina. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2005; WEGNER, Robert; SOUZA, Vanderlei Sebastião. Eugenia ‘negativa’, psiquiatria e catolicismo: embates em torno da esterilização eugênica no Brasil. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.20, n.1, 2013.

STERN, Alexandra Minna. Eugenic Nation: faults and frontiers of better breeding in modern America. California: University of California Press, 2005; CARVALHO, Leonardo Dallacqua de; SOUZA, Vanderlei Sebastião de. Continuidades e rupturas  na história da eugenia: uma análise a partir das publicações de Renato Kehl no Pós-Segunda Guerra Mundial. Revista Perspectiva, v.35, n.3, 2017.

The Eugenics Review. v.1, n.1,1909