MULHER E FAMÍLIA EM MUDANÇA: PÉROLA BYINGTON (1879/1963)

  • Olga Brites
  • Pontifícia Universidade Católica - (PUC/SP)
  • olgabrites@uol.com.br

RESUMO: Este artigo comenta o trajeto de Pérola Byington como importante exemplo na discussão sobre assistência à infância e à pobreza no Brasil, com destaque para a ação no campo da Saúde. O texto salienta os vínculos entre essa atuação pessoal e políticas públicas que estavam se implantando no Brasil da primeira metade do século XX.

PALAVRAS-CHAVE: Pérola Byington – Saúde – Infância – São Paulo, século XX – Brasil, século XX

BRITES, Olga. Infância, trabalho e Educação – A revista Sesinho. Bragança Paulista: Editora Universidade São Francisco, 2004.

DE DECCA, Edgar, e VESENTINI, Carlos Alberto. A revolução do vencedor – considerações sobre a constituição da memória histórica a propósito da “revolução de 1930”. Ciência e Cultura. São Paulo: SBPC, vol. 29, Jan. 1977.

LE GOFF, Jacques – Documento/Monumento.  In: História e Memória. Tradução de Irene Ferreira e outros. Campinas: Editora da UNICAMP, 2003.

MOTT, Maria Lucia, et al. O gesto que salva : Pérola Byington e a Cruzada Pró-Infância. São Paulo: Grifo, 2008.

RODRIGUES, Jaime. Alimentação vida material e privacidade. Uma história social de trabalhadores em São Paulo de 1920 a 1960. São Paulo: Alameda, 2011.

SANTOS, Carlos José F. dos. Nem tudo era italiano – São Paulo e pobreza, 1890/1915. São Paulo: Annablume, 1998.

SILVA, James Roberto da. Doença, Fotografia e Representação. Dissertação (Mestrado em História) Universidade de São Paulo. 2003.

VASCONCELOS, Maria da Penha (Org.). Memórias da Saúde Pública – A fotografia como testemunha. São Paulo: Hucitec/Abrasco, 1995.

VIVIANI, Luciana Maria e MARCHAN, Geisiele da Silva. Almeida Jr. E a produção de modelos paulistas de Ensino Higiênino e Renovador. Participações em Encontros Científicas de décadas de 1920 a 1940. www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe5/pdf/843.pdf