O FUTEBOL COMO INSTRUMENTO POLÍTICO NA CRISE MIGRATÓRIA NA ALEMANHA E NA EUROPA

  • Luiz Gonzaga Godoi Trigo
  • Universidade de São Paulo - USP
  • trigo@usp.br
  • Guilherme Silva Pires de Freitas
  • Universidade de São Paulo - USP
  • gui_sp_freitas@yahoo.com.br

RESUMO: Este artigo tem como tema analisar e buscar discutir o papel político e social do futebol na presente crise migratória que atinge a Europa, dando maior destaque e ênfase para a Alemanha, país mais rico da União Europeia e principal destino dos refugiados. Enquanto autoridades demoraram para agir e decidir o que fazer, os torcedores tomaram frente e se manifestaram em prol dos imigrantes que chegavam ao país criando o bordão Refugees Welcome. Posteriormente foram os clubes que se engajaram em campanhas solidárias, mostrando a força e responsabilidade social que o esporte possui. Este texto tem como objetivo mostrar como o futebol pode ser uma importante ferramenta de inclusão e para compreendermos assuntos complexos da atualidade através do esporte.

PALAVRAS-CHAVE: Futebol – Alemanha – refugiados – imigração

ALMEIDA, M. A. B. de; GUTIERREZ, G. Esporte e Sociedade. In: Lecturas Educación Física y Deportes, Buenos Aires, v. 133, p. 1, junho 2009.
Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd133/esporte-e-sociedade.htm

ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS. Figures at a Glance.
Disponível em: http://www.unhcr.org/figures-at-a-glance.html

ANDERSON, B. Comunidades imaginadas: Reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

BAUMAN, Z. Tempos líquidos. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

BONIFACE, P. Football&mondialisation. Paris: Armand Collins, 2006.

BONIFACE, P. Géopolitique Du Football. Bruxelles: Editions Compelxe, 1998.

BOURDIEU, P. Como é possível ser esportivo? In: Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BSG CHEMIE LEIPZIG. Refugees United – Eine Initiative für Flüchtlinge in Leipzig.
Disponível em: https://www.chemie-leipzig.de/index.php?id=refugessunited

CARVALHO, J. E. de. Fantasia: 150 anos de futebol. São Paulo: Sesi-SP Editora, 2014a.

CARVALHO, J. E. de. Gente: 150 anos de futebol. São Paulo: Sesi-SP Editora, 2014b.

DA MATTA, R. Universidade do Futebol: Esporte e Sociedade Brasileira Rio de Janeiro, Pinakotheke, 1982.

DESTATIS. Net immigration of foreigners in 2015 amounted to 1.1 million.
Disponível em: https://www.destatis.de/EN/PressServices/Press/pr/2016/03/PE16_105_12421.html.

DEUTSCHE WELLE. Alemanha registra 1,1 milhão de refugiados em 2015.
Disponível em: http://www.dw.com/pt/alemanha-registra-11-milh%C3%A3o-de-refugiados-em-2015/a-18963840

DEUTSCHE WELLE. PEGIDA slammed for racist remarks over Kinderschokolade ad, ahead of Euro 2016.
Disponível em: http://www.dw.com/en/pegida-slammed-for-racist-remarks-over-kinderschokolade-ad-ahead-of-euro-2016/a-19282049

DEUTSCHER FUSSBALL-BUND. Özil visits Jordanian refugee camp.
Disponível em: http://www.dfb.de/news/detail/oezil-visits-jordanian-refugee-camp-146417/

DIÁRIO DE NOTÍCIAS. A Mannschaft é uma seleção cada vez mais multicultural.
Disponível em: http://www.dn.pt/desporto/euro-2016/interior/a-mannschaft-e-uma-selecao-cada-vez-mais-multicultural-5223518.html

EL PAÍS BRASIL. Extrema-direita entra no Parlamento alemão pela primeira vez desde 1945.
Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/24/internacional/1506276160_113753.html

EL PAÍS BRASIL. Partido xenófobo obtém resultado histórico e supera sigla de Merkel na Alemanha.
Disponível em: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/04/internacional/1473006281_617652.html

ELIAS, N. Os Alemães: a Luta Pelo Poder e a Evolução do Habitus nos Séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1998.

ELIAS, N; DUNNING E. A busca da excitação. Lisboa: Difel, 1992.

ELIAS, N; SCOTSON J. L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2000.

FOLHA DE S. PAULO. Merkel defende expulsão de refugiados condenados da Alemanha.
Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/01/1727774-merkel-defende-expulsao-de-refugiados-condenados-da-alemanha.shtml

FRANCO JÚNIOR, H. A dança dos deuses: futebol, cultura e sociedade. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

FREITAS, G. S. P. de. As seleções de futebol multiculturais da União Europeia. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Pós-Graduação em Estudos Culturais. São Paulo: USP, 2017.

GALEANO, E. Futebol ao sol e à sombra. Porto Alegre: Coleção L&PM Pocket, 2013.

GIDDENS, A. Continente turbulento e poderoso: qual o futuro da Europa? São Paulo: Editora Unesp, 2014.

GIULIANOTTI, R. Sociologia do futebol: dimensões históricas e socioculturais do esporte das multidões. São Paulo: Nova Alexandria, 2010.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Lamparina, 2014.

HOBSBAWM, E. Globalização, democracia e terrorismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

HOULIHAN, B. Sport and International Politics. Hemel Hempstead: Harvester Wheatsheaf, 1994.

INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE. IOC launches Olympic Refuge Foundation in its commitment to support refugees.
Disponível em: https://www.olympic.org/news/ioc-launches-olympic-refuge-foundation-in-its-commitment-to-support-refugees

UEFA. Clubes alemães solidários com os refugiados. Disponível em: http://pt.uefa.org/social-responsibility/news/newsid=2280908.html

SUPPO, H. Reflexões sobre o Lugar do Esporte nas Relações Internacionais. In: Contexto Internacional, Rio de Janeiro, vol. 34, n. 2, p. 397-433, jul. – dez. de 2012.

TOLEDO, L. H. de. Lógicas no futebol. São Paulo: Hucitec/Fapesp, 2002.

TRIVELA. Alaba compra vários sapatos e faz o dia de um centro de refugiados um pouco mais feliz.
Disponível em: http://trivela.uol.com.br/alaba-compra-varios-sapatos-e-faz-o-dia-de-um-centro-de-refugiados-um-pouco-mais-feliz/

WOODS, R. B. Social Issues in Sport: Third Edition. ChampaigN: Human Kinects, 2016.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2014.