PERCEPÇÕES DISTÓPICAS DE EXPERIÊNCIAS HISTÓRICAS QUE VISLUMBRARAM UTOPIAS - UM ENSAIO
SOBRE O HOMEM QUE AMAVA OS CACHORROS - LEONARDO PADURA

  • Rosangela Patriota
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie – PPGEAHC
  • patriota.ramos@gmail.com

RESUMO: Este artigo, ao discutir o livro O homem que amava os cachorros, de Leonardo Padura, busca refletir sobre as ideias e as perspectivas de transformação que marcaram o ideário do socialismo no decorrer do século XX.

PALAVRAS-CHAVE: História e Literatura – Leonardo Padura – O homem que amava os cachorros

FURET, François. O Passado de uma Ilusão: ensaios sobre a ideia comunista no século XX. São Paulo: Siciliano, 1995.
PADURA, Leonardo. O homem que amava os cachorros. São Paulo: Boitempo, 2013, e.book.

SINGER, Paul. Reflexões sobre o socialismo.
Disponível em: http://paulsinger.com.br/reflexoes-sobre-o-socialismo-paul-singer-2008/

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros: uma crítica ao pensamento de Althusser. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

THOMPSON, E. P. Desencanto ou apostasia: um sermão leigo. In: Os Românticos: a Inglaterra na era revolucionária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

Padura: “Sou de uma geração cubana que viveu a revolução e depois perdeu possibilidades de realização”.
Disponível em: http://miltonribeiro.sul21.com.br/tag/o-homem-que-amava-os-cachorros/ 26 de junho de 2015.