PROFISSIONAL DE HISTÓRIA: UMA QUESTÃO DE IDENTIDADE

  • Ricardo de Aguiar Pacheco
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE
  • ricardo.pacheco@ufrpe.br
  • Herika Paes Rodrigues Viana
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE
  • herikapaes@gmail.com

RESUMO: Este artigo aborda a identidade profissional do professor de história. Nosso objeto de estudo é pensado para o exercício profissional de um futuro corpo docente. A partir da revisão teórica de autores renomados na área e de pesquisas acerca da formação docente encontramos um espaço pertinente para esclarecermos como a identidade profissional é constituída de um campo maior que os espaços físicos da Universidade. Vemos uma relação profunda entre a formação do sujeito enquanto pessoa que sente, que pensa, que tem sentimentos e a formação do sujeito profissional que atenderá outros tantos sujeitos no exercício de sua futura profissão.

PALAVRAS-CHAVE: identidade – formação docente – sujeito profissional

AFONSO, Almerindo Janela. Estado, globalização e políticas educacionais: elementos para uma agenda de investigação. Revista Brasileira de Educação, Nº 22, Jan/Fev/Mar/Abr 2003.

AGUIRRE, Mariela Alejandra Coudannes. La formación del profesor de historia en la Universidad Argentina. La creciente distancia entre investigación / docencia y teoría / práctica. Antíteses, vol. 3, n. 6, jul.-dez. de 2010, pp. 975-990, p.978.
Disponível em http://link.periodicos.capes.gov.br.ez19.periodicos.capes.gov.br/

BARCELLAR, Carlos In: PINSKY. Carla Bassanezi (org). Fontes Históricas: “Uso e mau uso dos arquivos”.  2.ed., Ia reimpressão.— São Paulo : Contexto, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. A cultura no mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação. Estudos Avançados. São Paulo, v. 11, n. 5. p. 173-191, p. 178, 1991.

COSTA, Aryana Lima. A Formação de profissionais de história: o caso da UFRN (2004-2008). 2010. 196p. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós Graduação em História. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa-PB, 2010,

CUNHA, Jorge Luiz da; CARDÔZO, Lisliane dos Santos. Ensino de História e formação de professores: narrativas de educadores. Educ. rev. Nº.42 Curitiba. Oct./Dec. 2011, p.08.
Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602011000500010.

D’ÁVILA, Cristina Maria. Universidade e formação de professores: qual o peso da formação inicial sobre a construção da identidade profissional docente? In: NASCIMENTO, AD., and HETKOWSKI, TM., orgs. Memória e formação de professores [online]. Salvador: EDUFBA, 2007, p.228.
Disponível em http://books.scielo.org/id/f5jk5/pdf/nascimento-9788523209186-14.pdf

DURLI, Zenilde. O movimento nacional pela reformulação dos cursos de formação do educador: embates na construção de um projeto coletivo de formação In: NASCIMENTO, AD., and HETKOWSKI, TM., orgs. Memória e formação de professores [online]. Salvador: EDUFBA, 2007, p.206.
Disponível em http://books.scielo.org/id/f5jk5/pdf/nascimento-9788523209186-13.pdf

FONSECA, Selva Guimarães. Didática e prática de ensino de história: experiências, reflexões e aprendizados. 5. ed. rev. ampl. Campinas, SP: Papirus, 2006

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 9. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

KOSELLEK, Reinhart. Futuro Passado. Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC‐Rio, 2006.

MONTEIRO, Ana Maria Ferreira da Costa. Professores: entre saberes e práticas. Educação & Sociedade, ano XXII, nº 74, Abril/2001, p.122.
Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v22n74/a08v2274.pdf

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História & História Cultural. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

SCHEIBE, Leda; VALLE, Ribeiro. A formação dos professores no Brasil e em Santa Catarina: do normalista ao diplomado na educação superior. In: NASCIMENTO, AD., and HETKOWSKI, TM., orgs. Memória e formação de professores [online]. Salvador: EDUFBA, 2007, p.269.
Disponível em http://books.scielo.org/id/f5jk5/pdf/nascimento-9788523209186-16.pdf

SEVERINO, Antônio José. Competência técnica e sensibilidade ético-política: o desafio da formação de professores. Cadernos FEDEP (Fórum Estadual de Defesa da Escola Pública), São Paulo, n.1, p.10-23, fev. de 2002.

SILVA, Marcos; FONSECA, Selva Guimarães. Ensinar história no século XXI: em busca do tempo entendido. Campinas – SP: Papirus, 2007.