TEATRO DAS MEMÓRIAS E DOS SABERES: A IMPORTÂNCIA DAS ETNOCIÊNCIAS
E DA TROCA ATIVA DE CONHECIMENTOS NOS ECOMUSEUS

  • Alexandre Fernandes Corrêa
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ
  • alexfcorrea@gmail.com

RESUMO: Reflexões a partir de pesquisa sobre o Espaço Ciência do NUPEM/UFRJ Campus Macaé na qual analisamos a aplicação do termo “troca ativa de saberes” usada na criação do projeto de extensão universitária. Ao aprofundarmos o estudo percebemos o uso retórico da expressão, operada sem uma análise epistemológica condizente com sua efetiva aplicação num espaço dialógico. Através do olhar crítico da teoria da Complexidade se compreende a natureza dos obstáculos epistemológicos que entravam a efetiva operacionalização de um conceito dialógico no espaço ainda fixado no paradigma científico clássico.

PALAVRAS-CHAVE: Biocultura – Epistemologia – Complexidade – Troca de saberes

BITTER, Daniel; FALCÃO, Andréa; MARANDINO, Martha; MENDONÇA, Rosa Helena. (2009) Museu e Escola: educação formal e não formal. Ano XIX – No 3 – Maio.

CORRÊA, Alexandre Fernandes. Patrimônios bioculturais: ensaios de antropologia do patrimônio e das memórias sociais. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2008.

________. Teatro das memórias: ensaios sobre ação cultural na atualidade. São Luís: EDUFMA, 2013a

________. Aproximações entre os Estudos Culturais e da Complexidade na Alta Modernidade. (2013a) Conferência / I Fórum em Humanidades. Campus UFRJ-Macaé.

COSTA, R.G.A.  Os Saberes Populares da Etnociência no Ensino das Ciências Naturais. Revista Didática Sistêmica, ISSN 1809-3108, 2008, Volume 8, julho a dezembro.

ESPAÇO CIÊNCIA, 2008. Informações sucintas no site: http://www.macae.ufrj.br/index.php/2016-02-19-17-10-55/2016-02-22-13-24-01/projetos-concluidos/2299-acoes-integradas-do-espaco-ciencia-para-a-promocao-do-desenvolvimento-socioambiental-no-norte-fluminense

ESPAÇO CIÊNCIA cadastrado no ano de 2007, no portal SIGPROJ (MEC/UFRJ): http://sigproj1.mec.gov.br/siex.php?id=7&plataforma=1&acao=1

FERRÃO, Victor Alexandre Oliveira Seixas. Os Espaços Museológicos E As Possíveis Mediações Entre Os Saberes Sobre A Diversidade Biológica. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Ciências Ambientais e Conservação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007, Macaé.

FOUCAULT, Michel. Em Defesa da Sociedade: curso no Collège de France (1975/1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.

IBRAM – Link: http://www.museus.gov.br/

LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia Estrutural II. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.

MACDONALD, S.; FYFE, G. Theorizing Museums. Oxford: Blackwell, 1996.

MARANDINO, Martha. A pesquisa educacional e a produção de saberes nos museus de ciência. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 12 (suplemento), p. 161-81, 2005.

________, Martha; MÔNACO, Luciana (Org.) .Educação em Museus: A Mediação Em Foco. São Paulo, SP: Geenf / FEUSP, 2008.

______. Educação em Museus: Pesquisas e Prática. São Paulo: FEUSP,2013.

MASSARANI, Luisa (org.) Diálogos & ciência: mediação em museus e centros de Ciência. Rio de Janeiro: Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, 2007.

MORIN, Edgar. Religação dos saberes. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

_______. (2005) Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005

MUSEU E ESCOLA: educação formal e não formal. (2009) Ano XIX – No 3 – Maio.

POSEY, Darrel A.  Manejo da floresta secundária, capoeiras, campos e cerrados (Kayapó). In: Suma Etnológica Brasileira, volume I: etnobiologia (B. Ribeiro, org.). Petrópolis: Vozes, 1987.

_______.Ethnobiology and ethnodevelopment: importance of traditional knowledge and traditional peoples. In Pei Shengji, Su Yong-ge, Long Chun-lin, K. Marr & D. A. Posey (Eds.), 1996.

PRIGOGINE, Ilya & STENGERS, Isabelle.  A nova aliança: metamorfose da ciência. Brasília: Universidade de Brasília,1991.

PRIGOGINE, Ilya.  O Fim das Certezas: tempo, caos e as leis da natureza. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

SMOLENTZOV, Vera Maria Neves.  A Religação das Ciências. Araçatuba, v.2 n.2, p. 69 -76 • jun,2004.

WALLERSTEIN, Immanuel. O fim do mundo como o concebemos. Rio de Janeiro: Revan, 2002.