MAZZAROPI: DAS TELAS DO CINEMA PARA AS PÁGINAS DA HISTORIOGRAFIA

  • Talitta Tatiane Martins Freitas
  • Universidade Federal de Uberlândia – UFU
  • talittatmf@gmail.com

Os filmes do ator e produtor Amácio Mazzaropi fazem parte da história de um grande número de pessoas, as quais se divertiram com essa figura singular da cultura brasileira. Sucesso incontestável de bilheteria, seus trabalhos foram alvo de discriminação ou esquecimento por parte da crítica especializada, afinal, o caipira retratado nessas películas destoava da representação idealizada para o Brasil dos anos 1950 e 1960.

Seus 32 filmes foram “redescobertos” ao longo dos anos 1980, o que possibilitou a releitura da importância do nome Mazzaropi, resultando, inclusive, em diversos festivais no início dos anos 1990. No entanto, pouco ainda se escreveu sobre essa importante página da História do Cinema Brasileiro, o que de antemão já torna louvável os poucos esforços acadêmicos que se dedicam ao estudo da cinematografia “Mazzaropiana”.

FRESSATO, Soleni Biscouto. Caipira Sim, Trouxa não – representações da cultura popular no cinema de Mazzaropi. Salvador: EDUFBA, 2011.