Interiorização da Assistência à Saúde no Brasil

o Serviço de Saneamento Rural e o controle das endemias rurais na Bahia (1920-1930)

Palavras-chave: Saneamento Rural, Postos de Profilaxia Rural, Interiorização da Saúde

Resumo

Este texto tem como objetivo avaliar o papel desempenhado pelos Postos de Saneamento Rural na Bahia, entre 1920 e 1930, a partir do estudo aprofundado sobre o Posto de Saneamento de Ilhéus, no contexto de interiorização da assistência à saúde no Brasil. As fontes utilizadas foram as mensagens dos governadores, os Relatório do Diretor Geral da Saúde Pública da Bahia, os Relatórios da Subsecretaria de Saúde e Assistência Pública da Bahia, os Relatórios dos chefes dos Postos de Saneamento Rural e notícias de jornal, compreendidas como portadoras de interesses dos indivíduos que as construíram. Foi possível observar as inúmeras outras atividades realizadas no Saneamento Rural, para além do controle das endemias do campo. Além disso, compreende-se que não bastava que as autoridades políticas locais e estaduais estivessem coalizão política para que o financiamento das ações fosse regular, conforme determinava a legislação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christiane Maria Cruz de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
Doutora em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz). Membro do Núcleo de Tecnologia em Saúde do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia. Desenvolve pesquisa e tem livros, capítulos de livros e artigos publicados sobre a história das doenças e da saúde, do patrimônio cultural da saúde e da assistência à saúde.

Referências

ANNUARIO Estatistico da Bahia, 1923. Bahia: Directoria do Serviço de Estatística do Estado da Bahia. Bahia: Imprensa Oficial, 1924.

BAHIA. Lei nº 921, de 29 de novembro de 1912. Manda adoptar como lei sanitária do Estado a organização do Serviço Geral da Saúde Publica, editada pelo Decreto nº 105 de 15 de julho do corrente ano. In: BAHIA. Leis e Decretos do ano de 1912. Leis do poder Legislativo e decretos do poder Executivo do estado da Bahia do ano de 1912. Bahia: Typografia Bahiana, 1913.

BARRETO, Antônio Luis Cavalcanti de Albuquerque de Barros. Relatório da Secretaria de Saúde e Assistência Pública: anno de 1926. Bahia: Imprensa Oficial do Estado, 1927.

BARROSO, Sebastião. Relatório apresentado pelo Dr. Sebastião Barroso chefe do Serviço de Saneamento e Prophylaxia Rural no Estado da Bahia relativamente aos trabalhos executados durante o anno de 1922. Cidade da Bahia: Papelaria Brazileira, 1923.

BARROSO, Sebastião. Relatório apresentado pelo Dr. Sebastião Barroso chefe do Serviço de Saneamento e Prophylaxia Rural no Estado da Bahia relativamente aos trabalhos executados durante o anno de 1922. Cidade da Bahia:Papelaria Brazileira, 1923.

BATISTA, Ricardo dos Santos. A formação inicial de Antônio Luis Cavalcanti de Albuquerque de Barros Barreto: uma trajetória rumo à saúde internacional. História, Ciências, Saúde — Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 26, n. 3, p. 801-822, jul.-set. 2019.

BATISTA, Ricardo dos Santos. De Baltimore às “Lavras Diamantinas”: internacionalização/interiorização da saúde na Bahia (1920-1930). Tempo, Niterói, v. 26, n. 2, pp. 430-453, mai.-ago. 2020.

BATISTA, Ricardo dos Santos. Educação e propaganda sanitárias: desdobramentos da formação de um sanitarista brasileiro na Fundação Rockefeller. História, Ciências, Saúde — Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 26, n. 4, p. 1189-1202, out.-dez. 2019.

BATISTA, Ricardo dos Santos. Lues venerea entre práticas e representações: saúde pública, doença e comportamento social nas serras jacobinenses. In: CHAVES, Cleide de Lima (org.). História da saúde e das doenças no interior da Bahia: séculos XIX e XX. Vitória da Conquista: Edições Uesb, 2013

BATISTA, Ricardo dos Santos. Mulheres livres: uma história sobre prostituição, sífilis, convenções de gênero e sexualidade. Salvador: Edufba, 2014.

BATISTA, Ricardo dos Santos. Sífilis e saúde na Bahia (1920-1945). Salvador: Eduneb, 2017.

BATISTA, Ricardo dos Santos; SILVA, Maria Elisa Lemos Nunes da Silva. A atuação de Antônio Luis Cavalcanti de Albuquerque de Barros Barreto. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 40, n. 84, p. 1-25, mai.-ago. 2020.

BENCHIMOL, Jaime Larry et al. Cerejeiras e cafezais: relações médico-científicas entre Brasil e Japão e a saga de Hideyo Noguchi. Rio de Janeiro: Bom Texto, 2009.

BRASIL. Decreto no 14.354, de 15 de setembro de 1920. Approva o regulamento para o Departamento Nacional de Saúde Pública, em substituição do que acompanhou o decreto n. 14.189, de 26 de maio de 1920. Diário Oficial dos Estados Unidos do Brasil, anno LIX, 32 da República, n. 215, quinta-feira, 16 set. 1920b.

CARVALHO, Philipe Murilo Santana de. Itabuna uma cidade em disputa: tensões e conflitos urbanos no sul da Bahia (1930-1948). Jundaí: Paco Editorial, 2012

CARVALHO, Philipe Murilo Santana de. Trabalhadores, associativismo e política no sul da Bahia (Ilhéus e Itabuna, 1918-1934). Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em História, Universidade Federal da Bahia, Salvador 2015.

CASTRO SANTOS, Luiz Antonio de. O pensamento sanitarista na Primeira República: Uma ideologia de construção da nacionalidade. Dados. Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 28, n. 2, p. 193-210, 1985.

CASTRO SANTOS, Luiz Antônio de; FARIA, Lina Rodrigues. A reforma sanitária no Brasil: ecos da Primeira República. Bragança Paulista: Edusf, 2003.

CLEMENTINO FRAGA. Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Departamento de Arquivo e Documentação. Fundo Clementino Fraga: inventário. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2014. Disponível em http://basearch.coc.fiocruz.br/index.php/clementino-fraga Acesso em 26 Mar 2021

COSTA, Januário. Relatório da Comissão para tratar dos indigentes atacados de disenterias e febres de mal caráter no município de Santo Amaro. Arquivo Público do Estado da Bahia. Seção Republicana. Secretaria do Interior e da Justiça. Diretoria Geral da Saúde Pública. caixa: 3694, maço: 1023, 1912.

FALCÓN, Gustavo A. de O. Os coronéis do cacau raízes do mandonismo político em Ilhéus 1890 -1930. Dissertação. Mestrado em Ciências Sociais. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 1983.

FARLEY, John. To cast out disease: a history of the International Health Division of the Rockefeller Foundation (1915-1951). Oxford: Oxford University Press, 2004.

FREITAS, Antonio F. Guerreiro de. Os donos dos frutos de ouro. Dissertação. Mestrado em Ciências Sociais. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 1979. GUIMARÃES, Luiz Gil de Souza. Relatório apresentado ao Dr. Director do Saneamento Rural pelo Chefe do Posto Rural de Ilhéus em janeiro de 1928. Arquivo Público do Estado da Bahia, Caixa 4082, maço 113, 1928.

GUIMARÃES, Luiz Gil de Souza. Relatório apresentado ao Exmo. Sr. Dr. Director do Saneamento Rural em Bahia pelo chefe do Posto de Saneamento Rural em Ilhéos – Janeiro de 1926. Arquivo Público do Estado da Bahia, Caixa 4082, maço 113, 1926.

GUIMARÃES, Luiz Gil de Souza. Relatório do Posto de Saneamento Rural de Ilhéos do anno de 1929. Arquivo Público do Estado da Bahia, Caixa 4082, maço 113, 1930.

GUIMARÃES, Luiz Gil de Souza. Relatório dos Serviços effectuados pelo Posto de Saneamento Rural de Ilhéos em 1928. Arquivo Público do Estado da Bahia, Caixa 4082, maço 113, 1929.

HOCHMAN, Gilberto. A era do saneamento: as bases da política da saúde pública no Brasil. São Paulo: Hucitec: ANPOCS, 1998a.

LIMA, Nízia Trindade. Missões civilizatórias da República e interpretação do Brasil. História, Ciências, Saúde — Manguinhos, v. 5 (suplemento), p. 163-193, jul. 1998.

LIMA, Nízia Trindade. Um sertão chamado Brasil: intelectuais e representação geográfica da identidade nacional. Rio de Janeiro: Revan: IUPERJ, UCAM, 1999.

LUTZ, Adolpho; MACHADO, A. Viajem pelo rio S. Francisco e por alguns dos seus afluentes entre Pirapora e Joazeiro. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, v. 7,n. 1, p. 5- 50, 1915. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/47093 Aceso em: 24 Mai 2021.

MONIZ DE ARAGÃO, Antônio Ferrão. Exposição apresentada pelo Dr. Antônio Ferrão Moniz de Aragão ao passar o governo da Bahia ao seu sucessor, o Exmo. Sr. Dr. J. J. Seabra empossado nesse dia no cargo de governador do Estado no quatriênio de 1920 a 1924. Bahia: Imprensa Oficial do Estado, 1920.

MONIZ, Gonçalo. Relatório. Bahia: Imprensa Oficial do Estado, 1921.

NEIVA, Arthur; PENNA, Belisário. Viagem científica pelo Norte da Bahia, Sudoeste de Pernambuco, sul do Piauí e de norte a sul de Goiás. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz [online], v. 8, n. 3, 1916. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/mioc/v8n3/tomo08(f3)_74-224.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2012.

PENNA, Oswino Álvares. Notas sobre a comissão do Professor Lutz no Norte do Brazil. Trabalhos do Instituto Oswaldo Cruz. Brazil-Medico, ano 32, n. 17, p. 129-132, 27 abr. 1918.

PLANTAE quina! A Tarde, Salvador – Bahia, 08 de maio de 1918.

PONTES, Adriano Arruda. Caçando mosquitos na Bahia: a Rockefeller e o combate à febre amarela: inserção, ação e reação popular (1918-1940). Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em História, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

SAMPAIO, Consuelo Novais. Partidos Políticos na Bahia na Primeira República: uma política de acomodação (1889-1930). Salvador: Edufba, 1998.

SANTOS, Flávio Gonçalves. Dois caminhos: porto e as opções de trabalho no sul da Bahia em 1872 e 1940. Almanack, Guarulhos, n. 21, p. 205-238, abr. 2019.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. A gripe espanhola na Bahia: saúde, política e medicina em tempos de epidemia. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; Salvador: Edufba, 2009.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. Redes de poder e de solidariedade nos Sertões da Bahia em tempos de epidemia. In: CHAVES, Cleide de Lima. História da saúde e das doenças no interior da Bahia: séculos XIX e XX. Vitória da Conquista: Edições Uesb, 2013, p. 43-82.

SOUZA, Christiane Maria Cruz de. Assistência e proteção social a pobres e trabalhadores na Bahia da Primeira República. In: BATISTA, R. dos S.; SOUZA, C. M. C de & NUNES, M. E. L. (orgs.). Quando a História Encontra a Saúde. São Paulo: Hucitec, 2020, p. 82-113.

VELLOZO, Eduardo Mendes. Relatório da Comissão Federal do Estado da Bahia relativo à saúde pública no município de Itaberaba. Salvador: Arquivo Público do Estado da Bahia. Seção Republicana. Secretaria do Interior e da Justiça. Diretoria Geral da Saúde Pública. caixa 3694, maço 1023, 1912.

Publicado
2021-12-15
Como Citar
dos Santos Batista, R., & Souza, C. M. C. de. (2021). Interiorização da Assistência à Saúde no Brasil: o Serviço de Saneamento Rural e o controle das endemias rurais na Bahia (1920-1930). Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 18(2), 134-160. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v18i2.1040