A obra de arte como representação de Vitória

Maino e La recuperación de Bahía del Brasil en 1625

  • Rafael Alves Pinto Junior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – IFET GO
Palavras-chave: História da arte, Pintura espanhola, Representação

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar o quadro de Juan Bautista Maino Pastrana (1578-1649) La recuperación de Bahía del Brasil en 1625 como elemento simbólico de representação de vitória militar no reinado de Felipe IV (1605-1665). A obra de arte é uma fonte historiográfica privilegiada, de onde podemos ir além das circunstâncias da encomenda e ver as ambições do artista. Como expressão de uma alegoria do poder monárquico, o pintor expressa uma série de elementos visuais relacionados numa trama narrativa que parecem fazer parte exclusivamente à natureza da obra: encomendada por Olivares para fazer parte da decoração do Salón dos Reinos, La recuperación de Bahia fazia parte de um conjunto maior de pinturas bélicas de diversos artistas espanhóis, concebidas para apresentar ao mundo a imagem destacada da grandeza militar do Rei.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Alves Pinto Junior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – IFET GO

Mestre em Cultura Visual, professor do IFET GO e doutorando em História UFG sob a orientação do Prof. Dr. Élio Cantalício Serpa.

Referências

BROWN, Jonathan. Pintura na Espanha. São Paulo: Cosac Naif, 2001.

CHARTIER, Roger. In: BAXANDALL, Michel. Padrões de intenção. São Paulo: Cia. das Letras, 2006.

ELLIOTT, John H. Richelieu y Olivares. Barcelona: Crítica, 1995.

OLIVEIRA, Ricardo de. Amor, amizade e valimento na linguagem cortesã do Antigo Regime. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tem/v11n21/v11n21a08.pdf.

SÁNCHEZ, Pérez, Afonso E. Sobre Juan Bautista Maíno. Archivo Español de Arte. Madrid: cclxxviii, 1997.

VEGA, Felix Lopes de. El Brasil restituído. 1625.

VIEIRA, Antônio. Carta Anua. HANSEN, João Adolfo. (Org.) Cartas do Brasil. São Paulo: Hedra, 2003.

VILLARINO, Marta. La mayor victoria de Alemania de Don Gonzalo de Córdoba, una comedia histórica de Lope de Vega. Disponível em: http://www.freewebs.com/celehis/actas2004/ponencias/40/3_Villarino.rtf.

TOVAR, Cristóbal Marin. El cuadro de batallas de juan bautista maíno la recuperación de bahía y las fuentes literarias del siglo xvii como sugerencia para su argumento. Disponível em: http://www.cesfelipesegundo.com/revista/articulos2007

Publicado
2010-08-31
Como Citar
Alves Pinto Junior, R. . (2010). A obra de arte como representação de Vitória: Maino e La recuperación de Bahía del Brasil en 1625. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 7(2), 1-14. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/263