REPRESENTAÇÕES DA SOCIABILIDADE FEMININA NA IMPRENSA DO SÉCULO XIX

  • Lucia M. A. Ferreira Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO
Palavras-chave: Imprensa brasileira, Século XIX, Representação, Figura feminina

Resumo

As práticas discursivas da imprensa constituem-se como espaço sócio-histórico em que se articulam o poder e as transformações sociais e participam da construção da identidade cultural e da memória social. Os resultados apresentados neste trabalho fazem parte de um estudo sobre as representações da figura feminina na imprensa brasileira durante o século XIX. O discurso jornalístico é comparado ao discurso da história e às narrativas dos viajantes estrangeiros que registraram suas visões acerca da sociedade brasileira. Se, no início do século XIX, as mulheres eram praticamente invisíveis na imprensa, as mudanças nas configurações das representações ao longo do tempo indicam mudanças nos padrões relacionais e um crescente questionamento acerca de uma identidade feminina até então construída com referência exclusiva ao domínio familiar doméstico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia M. A. Ferreira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO

Doutora em Linguística pela UFRJ; docente (Profa. Associada) do Programa de Pós-Graduação em Memória Social – PPGMS/UNIRIO.

Referências

BICALHO, M. Fernanda Baptista. O bello sexo: imprensa e identidade feminina no Rio de Janeiro em fins do século XIX e início do século XX. In: COSTA, Albertina de O.; BRUSCHINI, Cristina (orgs.). Rebeldia e submissão – estudos sobre condição feminina. São Paulo: Vértice, 1989.

BUITONI, Dulcília Schroeder. Imprensa feminina. São Paulo: Ática, 1990.

CARDOSO, Tereza Maria Rolo Fachada Levy. A Gazeta do Rio de Janeiro: subsídios para a história da cidade (1808-1822). Dissertação (Mestrado). IFICS – Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro, 1988.

COSTA, Hipólito José da. Correio Braziliense, ou Armazém Literário. São Paulo/Brasília: Imprensa Oficial do Estado/ Correio Braziliense, 2001.

FERREIRA, Lucia M. A. A escrita de si na imprensa – exemplos da fala feminina na imprensa do século XIX. In: MARIANI, Bethânia (Org.). A escrita e os escritos: reflexões em análise do discurso e psicanálise. São Carlos: Claraluz, 2006.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: RABINOW, P.; DREYFUS, H. Michel Foucault, uma trajetória filosófica (para além do estruturalismo e da hermenêutica). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

HERSCHMANN, M.; PEREIRA, C. A. M. Mídia, memória e celebridades. Rio de Janeiro: E-papers, 2005.

HUYSSEN, Andreas. Seduzidos pela memória – arquitetura, monumentos e mídia. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2000.

IPANEMA, Cybelle de. A tipografia, o livro, o jornal, a revista, a charge. In: PEREIRA, Paulo Roberto (Org.). Brasiliana da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/ Fundação Biblioteca Nacional, 2001.

LEITE, Miriam Moreira. A condição feminina no Rio de Janeiro, século XIX – antologia de textos de viajantes estrangeiros. São Paulo/Brasília: Hucitec/Instituto Nacional do Livro/Fundação Nacional Pró-Memória, 1984.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Unicamp, 1996.

MOREL, Marco; BARROS, Mariana Monteiro de. Palavra, imagem e poder – o surgimento da imprensa no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

PERROT. Michelle. Os excluídos da história: operários, mulheres, prisioneiros. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

PRIORE, Mary Del. Mulheres no Brasil colonial. São Paulo: Contexto, 2000.

RUBIM, A. A. C.; BENTZ, I. M. G; PINTO, M. J. (Orgs.). Produção e recepção dos sentidos midiáticos. Petrópolis: Vozes, 1998.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

SOIHET, Rachel. Condição feminina e formas de violência ─ mulheres pobres e ordem urbana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1989.

TADDEI; TURACK; FERREIRA. Imagens da mulher na literatura e na imprensa no Brasil oitocentista. Caderno Espaço Feminino. Uberlândia, v. 18, n. 2, p. 311-24, 2007.

THOMPSON, John. B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 1998.

Publicado
2010-08-31
Como Citar
M. A. Ferreira, L. . (2010). REPRESENTAÇÕES DA SOCIABILIDADE FEMININA NA IMPRENSA DO SÉCULO XIX . Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 7(2), 1-16. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/267