UMA MENSAGEM CRIPTOGRAFADA PELOS ANCESTRAIS DO POVO SERGIPANO

  • Marcos Silva Universidade Federal de Sergipe – UFS
  • Isis Carolina Garcia Bispo Universidade Federal de Sergipe – UFS
Palavras-chave: Criptojudaísmo, Cultura Cristã-nova, História de Sergipe, Cigano

Resumo

A presença de cristãos-novos judaizantes, durante o período colonial, nas capitanias do Nordeste recifense e na Bahia é um fenômeno reconhecido na historiografia brasileira. No entanto, os poucos estudos sobre o assunto que analisam os cristãos-novos de Sergipe del Rey não indicam a prática do criptojudaísmo entre sua população. Seria o território de Sergipe, neste particular, exceção dentro da história nordestina? Assim, o artigo procura demonstrar a presença de práticas judaizantes em Sergipe desde a época colonial. Para tanto, analisa a história da localidade sergipana de Cedro de São João e interpreta algumas práticas culturais de seu povo como indícios de que esta população possui como ancestrais remotos cristãos-novos que, em parte, se dedicavam a práticas criptojudaicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Silva, Universidade Federal de Sergipe – UFS

Professor adjunto no Departamento de História da Universidade Federal de Sergipe.

Isis Carolina Garcia Bispo, Universidade Federal de Sergipe – UFS

Acadêmica do Curso de História da Universidade Federal de Sergipe e bolsista de Iniciação Científica – CNPq.

Referências

ABRAHAM, Ben. De Varsóvia a Entebe. São Paulo: Sherit Hapleita do Brasil, 1991.

BEZERRA, Felte. Etnias Sergipanas: Contribuição ao seu Estudo. Aracaju: Gráfica Editora J. Andrade, 1984.

BURKE, Peter. Hibridismo Cultural. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

CALMON, Pedro. Historia da casa da torre: Uma dinastia de pioneiros. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1939.

CASCUDO, Luís da Câmara. Geografia do Brasil Holandês. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1956.

CASCUDO, Luís da Câmara. Superstição no Brasil. Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia/ Universidade de São Paulo, 1985.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain; Barbault, André. Dicionário de Símbolos: (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 5 ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1991.

FAIGUENBOIM, Guilherme; VALADARES, Paulo; CAMPAGNANO, Anna Rosa. (Orgs.). Dicionário Sefaradi de Sobrenomes: Inclusive cristãos-novos, conversos, marranos, italianos, berberes e sua história na Espanha, Portugal e Itália. 2 ed. São Paulo: Fraiha, 2004.

FIGUEIREDO, Ariosvaldo. História Política de Sergipe. Aracaju: Sociedade Editorial de Sergipe, vol. 2, 1989.

FREIRE, Felisbelo. História de Sergipe. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1977.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: Morfologia e História. São Paulo: Cia. das Letras, 1989.

GITLITZ, David M. Secrecy amd Deceit: The religion of the crypto-jews. Albuquerque: University of New Mexico Press, 2002.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. 4 ed. Campinas: UNICAMP, 1996.

MAIA, Fernando. Stalinismo no Brasil Heterogêneo e o Problema das Taras. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, vol. XXI, n. 26, p. 109-113, 1961.

MARIANI, Anna. Pinturas e Platibandas. São Paulo: Mundo Cultural, 1987.

MAZOWER, Mark. Salônica: Cidade de fantasmas. Cristãos, muçulmanos e judeus, 1430-1950. São Paulo: Cia. das Letras, 2007.

MEDEIROS, João F. Dias. Nos Passos Do Retorno. Natal: Nordeste gráfica e editora, 2005.

MOTT, Luiz Roberto de Barros. A Inquisição em Sergipe: do século XVI ao XIX. Aracaju: Sercore Artes Gráficas, 1989.

NOVINSKY, Anita. Cristãos Novos na Bahia: A inquisição no Brasil. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

NOVINSKY, Anita. Marranos e a Inquisição: Sobre a rota do ouro em Minas Gerais. In: GRINBERG, Keila. (Org.). Os Judeus no Brasil: Inquisição, imigração e identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

NUNES, Maria Thetis. Sergipe Colonial I. 2 ed. São Cristóvão/Aracaju: UFS/ Fundação Oviêdo Teixeira, 2006.

SOUZA, Laura de Mello e. O diabo e a Terra de Santa Cruz: feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial. São Paulo: Cia. das Letras, 1986.

VAINFAS, Ronaldo. (Org.). Confissões da Bahia: santo ofício da inquisição de Lisboa. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.

VALADARES, Paulo. A Presença Oculta: Genealogia, Identidade e Cultura Cristã-Nova Brasileira nos Séculos XIX e XX. Fortaleza: Fundação Ana Lima, 2007.

WIZNITZER, Arnold. Os Judeus no Brasil Colonial. São Paulo: Pioneira, 1966.

ZÉ CORRÊIA. Vida Alheia. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, vol. XI, n. 16, 1942.

Publicado
2010-12-10
Como Citar
Silva, M. ., & Garcia Bispo, I. C. . (2010). UMA MENSAGEM CRIPTOGRAFADA PELOS ANCESTRAIS DO POVO SERGIPANO. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 7(3), 1-17. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/283