DIÁLOGOS POLÍTICOS E ESTÉTICOS ENTRE BRASIL E ITÁLIA

MORTE ACIDENTAL DE UM ANARQUISTA (DARIO FO, 1970) NOS PALCOS BRASILEIROS PELA COMPANHIA ESTÁVEL DE REPERTÓRIO DE ANTONIO FAGUNDES (1982)

  • Rosangela Patriota Universidade Federal de Uberlândia – UFU
Palavras-chave: Teatro Brasileiro, Dramaturgia Italiana, Antonio Fagundes, Dario Fo, Companhia Estável de Repertório (CER), Morte Acidental de um Anarquista

Resumo

Este texto visa discutir de que maneira, por intermédio do teatro, é possível apreender a circularidade cultural e, por que não dizer, política entre o Brasil e Itália. Embora sejam amplamente conhecidas as interconexões que se estabeleceram entre esses dois países, em termos artísticos, na cidade de São Paulo, seja em relação às artes cênicas, ao cinema, às artes plásticas, à literatura e à arquitetura, não podemos, quando nos reportamos a esta temática, ignorar o impacto que a encenação de Morte Acidental de um Anarquista, em 1982, pela Companhia Estável de Repertório (C.E.R.), que teve à frente o ator e produtor Antonio Fagundes, sob a direção de Antônio Abujamra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangela Patriota, Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Professora Titular do Instituto de História da Universidade Federal de Uberlândia e Pesquisadora CNPq. Este texto é parte do projeto de pesquisa, O Palco no Centro da História - Cena, Dramaturgia, Interpretação: Theatro São Pedro - Othon Bastos Produções Artísticas - Companhia Estável de Repertório, financiado pelo CNPq.

Referências

ALMADA, Isaías. O Teatro de Arena: uma estética de resistência. São Paulo: Boitempo, 2004.

BRANDÃO, Junito de Souza. Tragédia e Comédia. 9 ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

FAGUNDES, Antonio. Depoimento à Divisão de Pesquisas do CCSP, 01/09/1983, p. 10-11 APUD MEICHES, Mauro e FERNANDES, Sílvia. Sobre o Trabalho do Ator. São Paulo: Perspectiva, 1999.

FO, Dario. Morte acidental de um anarquista e outras peças subversivas. São Paulo: Brasiliense, 1986.

MEICHES, Mauro e FERNANDES, Sílvia. Sobre o Trabalho do Ator. São Paulo: Perspectiva, 1999.

VENEZIANO, Neyde. A Cena de Dario Fo: o exercício da imaginação. São Paulo: Códex, 2002.

WAJNBERG, Daniel Schenker. Teatro Dos Quatro: heranças e influências a partir de uma possível filiação a um teatro de texto. Cadernos Virtuais de Pesquisa em Artes Cênicas, Rio de Janeiro, UNIRIO, 2010, p. 12. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/pesqcenicas/article/viewFile/715/656

Publicado
2014-12-15
Como Citar
Patriota, R. . (2014). DIÁLOGOS POLÍTICOS E ESTÉTICOS ENTRE BRASIL E ITÁLIA: MORTE ACIDENTAL DE UM ANARQUISTA (DARIO FO, 1970) NOS PALCOS BRASILEIROS PELA COMPANHIA ESTÁVEL DE REPERTÓRIO DE ANTONIO FAGUNDES (1982). Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 11(2), 1-20. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/585