O PÓS-MODERNISMO, LYOTARD E A HISTÓRIA

A CONDIÇÃO PÓS-MODERNA E UMA TENTATIVA DE APROXIMAÇÃO AO FAZER HISTORIOGRÁFICO

  • Carolina Coelho Fortes Universidade Federal Fluminense – Campos dos Goytacazes
Palavras-chave: Pós-Modernismo, Jean-François Lyotard, Historiografia

Resumo

Muito se debateu, e ainda se debate, sobre as contribuições das teorias pós-modernas à História. Buscaremos, neste artigo, situar o contexto de surgimento e as definições dadas ao conjunto dessas teorias, no intuito de analisar a obra A Condição Pós-Moderna, de Jean-François Lyotard. Esta análise verificará tanto as ideias centrais do autor sobre os saberes, quanto os diálogos que estabelece com outros pensadores. Embora considerada por muitos estudiosos uma obra datada, tendo sido alvo de duras críticas, nosso principal objetivo é perceber em que medida seus postulados podem se aplicar ao fazer historiográfico. Objetivamos igualmente demonstrar que muito das críticas voltadas ao dito paradigma pós-moderno não se aplicam às idéias de Lyotard, bem como estas se conciliam de maneira enriquecedora e crítica ao saber histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Coelho Fortes, Universidade Federal Fluminense – Campos dos Goytacazes

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professora adjunta do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense de Campos dos Goytacazes.

Referências

BAUDRILLARD, Jean. L´Illusion de la fin ou la greve dês evenement. Paris: Galilee, 1992.

BEST, Steven and KELLNER, Douglas. The Postmodern Adventure: Science, Technology and Cultural Studies at the Third Millennium. London: Routledge, 2011.

CALLINICOS, Alex. Against Postmodernism: A Marxist Critique. Cambridge: Polity Press, 1989.

CARDOSO, Ciro Flamarion. História e Paradigmas Rivais. In: CARDOSO, C. & VAINFAS, R. Domínios da História. Ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

CARDOSO, Ciro. Começando o século 21. In CARDOSO, Ciro. Um Historiador fala de Teoria e Metodologia. Bauru: EDUSC, 2005.

CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

CONNOR, Steven. Cultura Pós-Moderna: introdução às teorias do contemporâneo. São Paulo: Loyola, 2000.

EAGLETON, Terry. As Ilusões do Pós-Modernismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

EDGAR, Andrew. & SEDWICK, Peter (eds.). Teoria Cultural de A a Z: conceitos-chave para entender o mundo contemporâneo. São Paulo: Contexto, 2003.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. São Paulo: Loyola, 2003.

FUKUYAMA, Francis. O Fim da História e o Último Homem. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.

HABERMAS, Jurgen. O Discurso Filosófico da Modernidade. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

HASSAN, Ihab. The Dismemberment of Orpheus: Toward a Postmodern Literature. New York: Oxford University Press. 1982.

HUTCHEON, Linda. A Poetics of Postmodernism. Londres: Routledge, 1988.

IGGERS, Georg. Desafios do Século XXI à historiografia. História da Historiografia, Ouro Preto, n. 4, p. 105-124, mar. de 2010.

JAMESON, Fredric. A Virada Cultural: reflexões sobre o pós-modernismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

JAMESON, Fredric. Postmodernism, or, The Cultural Logic of Late Capitalism. Durham: Duke University Press, 1991

JENKINS, Keith. A História Repensada. São Paulo: Contexto, 2004.

JENKINS, Keith. Refiguring History: new thoughts on an old discipline. Londres: Routledge, 2003.

LACLAU, Ernesto. Politics and the Limits of Modernity' In: ROSS, Andrew (ed.) Universal Abandon? The Politics of Postmodernism. Edinburgh: Edinburgh University Press, 1988.

LEMERT, Charles. Pós-Modernismo não é o que você pensa. São Paulo: Loyola, 2000.

LYOTARD, J-F. & THÉBAUD, Jean-Loup. Au Juste: conversations. Paris: Bourgois, 1979.

LYOTARD, Jean-François. A Condição Pós-Moderna. Rio de Janeiro: José Olympio, 2004.

LYOTARD, J-F. Le Différend. Paris: Minuit, 1983.

MALPAS, Simon. The post-modern. Routledge: Londres, 2005.

NORRIS, Christopher. The Truth about Postmodernism. Oxford: Blackwell, 1993.

ROIZ, Diogo da Silva. O Ofício de Historiador: entre a “ciência histórica” e a “arte narrativa. História da Historiografia, Ouro Preto, n. 4, p. 255-278, mar. 2010.

SANTOS, Jair Ferreira dos. O que é Pós-moderno. São Paulo: Brasiliense, 2006.

SIM, Stuart. Irony and Crisis: A Critical History of Postmodern Culture. Cambridge: Icon, 2002.

TOYNBEE, Arnold. A Study of History. Oxford University Press, 1954.

VATTIMO, Gianni. The End of Modernity: Nihilism and Hermeneutics in PostModern Culture. Cambridge: Polity Press, 1988.

WHITE, Hayden. Trópicos do Discurso: ensaios sobre a crítica da cultura. São Paulo: EDUSP, 2001.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Philosophical Investigations. New York: Macmillan, 1958.

WOOD, Ellen & FOSTER, John. (orgs.) Em Defesa da História. Marxismo e pós-modernismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1999.

Publicado
2014-12-15
Como Citar
Coelho Fortes, C. . (2014). O PÓS-MODERNISMO, LYOTARD E A HISTÓRIA: A CONDIÇÃO PÓS-MODERNA E UMA TENTATIVA DE APROXIMAÇÃO AO FAZER HISTORIOGRÁFICO. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 11(2), 1-20. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/593