UMA ARGENTINA IMAGINADA

A IMAGEM DO RAPTO E DISCURSO NACIONAL DO SÉCULO XIX

  • Fábio Feltrin de Souza Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS
Palavras-chave: Rugendas, Argentina, Rapto, Geração de 1837, Nação

Resumo

O objetivo deste artigo é examinar a relação entre as telas sobre o rapto de cativas pintada pelo bávaro Johann Moritz Rugendas e a construção de um discurso nacional na Argentina. Essas imagens construíram uma fundação para a Argentina em meados do século XIX quando transformara a cativa raptadas por índios num dispositivo de desejo. O gesto do pintor-viajante, cruzado com discursos da geração romântica de 1837, escreveram as fronteiras, as linhas divisórias entre o “nós” e o “eles”, com violência. Essa construção classificou os personagens que estariam dentro e os que estariam fora dos contornos nacionais. Também buscamos analisar a impureza dessa formulação de Rugendas, na medida em que essa imagem fundacional (o ato de raptar) é impura, é uma avaria, está contaminada e sobreposta por vários tempos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Feltrin de Souza, Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS

Doutor em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Professor adjunto II de História da América e Teoria da História na Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Possui capítulos de livros cuja temática gira em torno da relação entre imagem e nação. Atualmente desenvolve uma pesquisa que articula os discursos imageticos e historiográficos durante o século XIX no Rio da Prata.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007.

AGAMBEN, Giorgio. Image et mémoire: ecrit sur l´image,la danse et le cinema. Paris: Hoëbeke, 1998.

ANTELO, Raul. Lindes, Limites, Limiares. In: Boletim Eletrônico do Nelic. Disponível em www.periodicos.ufsc.br/index.php/nelic/articles

BHABHA, Homi. K. Nation and narration. London: Routledge, 1990.

BORGES, Jorge Luis. História del guerrero y de la cautiva. In: BORGES, Jorge Luis. El Aleph. Madrid: Alianza Editorial, 1998.

CASTRO GOMEZ, Santiago. Ciência Sociales, violência espistémica y el problema de la invención del outro. In: LANDER, Egardo. La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciências sociales. Perspectivas latinoamericanas. Buenos Aires: CLASCO, 2003.

CORRAL, Luis. Diez del. La función del mito clásico en la literatura contemporânea. Madrid: Gredos, 1974.

COSTA, Laura Malosseti. El Rapto de la Cautiva: un tema de encuadre de la plástica rioplatense. In: COSTA, L. M. (org). II Jornadas de teoria e historia de las artes: articulación del discurso escrito com la producción artística en Argentina y Latinoamerica, siglos XIX y XX. Buenos Aires, CAIA-Contrapunto, 1990.

DEL CARRIL, Bonifacio. Maurício Rugendas. Buenos Aires: Emecé Editores, 1966.

DERRIDA, Jacques. Força de Lei: o fundamento místico da autoridade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

DERRIDA, Jacques. Margens da Filosofia. Campinas: Papirus, 1991.

DIENER, Pablo; COSTA, Maria de Fátima. A América de Rugendas: obras e documentos. São Paulo: Livraria Kosmos Editora, 1999.

ECHEVERRÍA, Esteban. La cautiva. Buenos Aires: Bureau Editor, 2005.

GAY, Claudio. Atlas de la Historia Física y Politica del Chile. Paris, 1854.

GUZMÁN, Ruy Díaz. La Argentina manuscrita. Buenos Aires: Espasa Calpe, 1945.

LAMAS, Andrés. Apud RICUPERO, Bernardo. As nações do romantismo argentino. In: PLAMPLONA, Marco & MÄDER, Maria Elisa. Revoluções de independência e nacionalismos nas Américas. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

NANCY, Jean-Luc. La comunidad inoperante. Santiago de Chile: Universidad Arcis, 2000.

RELLA, Franco. L’angelo e la su ombra. In: Rivista di estetica, nº31, Torino, 1989.

SARMIENTO, Domingo Faustino. Viajes por Europa, Africa y América, 1845-1847 y Diario de gastos. Ed. Javier Fernández. Nanterre: ALLCA XX & Université Prais X; Buenos Aires: FCEA, 1993.

VIDAL, Emeric Essex. Picturesque ilustration of Buenos Aires and Monte Video. London: R. Ackermann, 1820.

Publicado
2014-12-15
Como Citar
Feltrin de Souza, F. . (2014). UMA ARGENTINA IMAGINADA: A IMAGEM DO RAPTO E DISCURSO NACIONAL DO SÉCULO XIX. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 11(2), 1-22. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/595