THE WICKER MAN

REFLEXÕES SOBRE A WICCA E O NEO-PAGANISMO

Palavras-chave: Neo-paganismo, cinema e História, cultura Celta

Resumo

O presente estudo propõe uma reflexão acerca das apropriações sociais e históricas do neo-paganismo, especialmente a wicca, tendo como principais fontes os filmes O homem de palha (1973) e O Sacrifício (2006), confrontados com algumas obras literárias que originaram este fenômeno mágico-religioso. Procuramos demonstrar que a wicca mudou de sentido para as sociedades na qual estava inserida, dos anos 1960 até hoje. Além disso, também buscamos refletir a relação do cinema como meio de propagação e interpretação da História, estabelecendo estereótipos e apropriações imaginárias sobre religião.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Johnni Langer, UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Doutor em História pela UFPR. Pós-doutorando em História pela USP, bolsista da FAPESP. Membro do Grupo Brathair de Estudos Celtas e Germânicos (www.brathair.com); Núcleo Paranaense de Pesquisa em Religião (NUPPER, www.geog.ufpr.br/nupper); Associação Brasileira de Estudos Medievais (ABREM, www.abrem.org.br).

Luciana de Campos, UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

Mestre em História e Doutoranda em Letras pela UNESP. Membro do grupo BRATHAIR, NUPPER e ABREM.

Referências

BOYER, Régis. La religion des anciens scandinaves. Paris: Payot, 1981.

BOYER, Régis. Essai sur la mentalité religieuse des anciens scandinaves/permanence de la magie fatidique. In: BOYER, Régis. Le Christ des barbares: le monde nordique (IX-XIII siècle). Paris: Ceuf, 1987.

BRADLEY, Marion Zimmer. As brumas de Avalon, 4 volumes (A senhora da magia; A grande rainha; O gamo-rei; O prisioneiro da árvore). São Paulo: Círculo do Livro, 1991.

BRONOWSKI, J. Magia, ciência e civilização. Lisboa: Edições 70, 1986.

CAMPBELL, Joseph (org.). Todos os nomes da deusa. Rio de Janeiro: Rosa dos tempos, 1997.

CAMPBELL, Joseph. A dádiva da deusa. O poder do mito. São Paulo: Palas Athenas, 1990.

CANDIDO, Maria Regina. A feitiçaria na Atenas clássica. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2004.

CARDOSO, Ciro Flamarion. História das religiões. In: CARDOSO, Ciro Flamarion. Um historiador fala de teoria e metodologia: Ensaios. Bauru: EDUSC, 2005.

COSTA, Ricardo da. Vikings (coleção Angus). São Paulo: Editora Planeta, 2004.

CUNLIFFE, Barry. The ancient Celts. London: Penguin Books, 1999.

CHEVALIER, Jean & GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 2002.

FINNÉ, Jacques. Erotismo e feitiçaria: o amor bruxo através dos tempos. São Paulo: Edições MM, 1973.

FERRO, Marc. Cinema e História. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FRANCO JÚNIOR, Hilário. O fogo de Prometeu e o escudo de Perseu: reflexões sobre mentalidade e imaginário. Signum 5, p. 73-116, 2003.

FRANKS, Benjamin. Demotic possession: the hierarchic and anarchic in The Wicker Man. In: FRAKS, Benjamin (Ed.) Constructing The Wicker Man: film and cultural perspectives. Glasgow: University of Glasgow, 2005. Disponível em: http://eprints.gla.ac.uk/3038 Acessado em 01 de novembro de 2006.

GARDNER, Gerald. O significado da bruxaria: uma introdução ao universo da magia. São Paulo: Madras, 2004.

GINZBURG, Carlo. História noturna: decifrando o Sabá. São Paulo: Cia das Letras, 2001.

GINZBURG, Carlo. Os andarilhos do bem: feitiçaria e cultos agrários nos séculos XVI e XVII. São Paulo: Cia das Letras, 1988.

GIRARD, René. A violência e o sagrado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

GUYONVARC’H, Christian J. Magie, médicine et divination chez les Celtes. Paris: Payot, 1997.

GUERRIERO, Silas. A magia existe? São Paulo: Paulus, 2003.

JABOUILLE, Victor. Iniciação à ciência dos mitos. Lisboa: Inquérito, 1986.

JONES, Prudence & PENNICK, Nigel. A history of pagan Europe. London/New York: Routledge, 1997.

LANGER, Johnni. Metodologia para análise de estereótipos em filmes históricos. História Hoje 2 (5), 2004. Disponível em: http://www.anpuh.uepg.br/historia-hoje/ . Acessado em 15 de novembro de 2006.

LANGER, Johnni. Midvinterblot: o sacrifício humano na cultura Viking e no imaginário contemporâneo. Brathair 4 (2), 2004. www.brathair.com Acessado em 31 de outubro de 2006.

LANGER, Johnni. Religião e magia entre os Vikings: uma sistematização historiográfica. Brathair 5 (2), 2005. www.brathair.com Acessado em 20 de novembro de 2006.

LANGER, Johnni. O historiador e o julgamento. www.necult.com Links acessados em 31 de outubro de 2006.

LANGELAAN, George. O deus chifrudo ressurge na Inglaterra. Planeta 10, 1973.

LEVI, Eliphas. Dogma e ritual da alta magia. São Paulo: Pensamento, 1993.

LOPES, José Reinaldo. A religião céltica: o sagrado está no ar. Revista das religiões 13, 2004.

MACEDO, José Rivair. Cinema e mitologia nórdica: considerações em torno de “As aventuras de Erik, o Viking”. In: MACEDO, José Rivair & MONGELLI, Lênia Márcia (org.). A Idade Média no cinema. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

MAUSS, Marcel & HUBERT, Henri. Sobre o sacrifício. São Paulo: Cosac Naif, 2005.

MICHELET, Jules. A feiticeira. São Paulo: Círculo do livro, 1990.

MONTEIRO, Paula. Magia e pensamento mágico. São Paulo: Ática, 1986.

MURRAY, Margaret Alice. O culto das bruxas na Europa Ocidental. São Paulo: Madras, 2003.

MURRAY, Margaret Alice. O deus das feiticeiras. São Paulo: Editora Gaia, 2002.

OSÓRIO, Andréa. Bruxas modernas: um estudo sobre identidade feminina entre praticantes de wicca. Campos 5 (2), 2004.

PINTO, Luciana. O historiador e sua relação com o cinema. In: Olho da História 6, 2004. www.olhodahistoria.ufba.br Acessado em 05 de janeiro de 2005.

PHILLIPS, Julia. History of wicca in England: 1939 to the present day. http://www.geraldgardner.com/History_of_Wicca_Revised.pdf Acessado em 20 de novembro de 2006.

REY, Leopoldo & PHILLIPE, Gilles. O livro negro do rock: o dicionário do heavy metal. São Paulo: Editora Três, 1984.

RIVIÈRE, Jean. Amuletos, talismanes y pantáculos. Barcelona: ediciones Martínez Roca, 1974.

ROSSINI, Miriam de Souza. As marcas da História no cinema, as marcas do cinema na História. Anos 90 .12, 1999.

SALIBA, Elias Thomé. Robôs, dinos e outros simulacros: o limiar da utopia no cinema e na História. Revista de Cultura Vozes 7 (13), 1994.

SOUZA, Laura de Mello e. A feitiçaria na Europa Moderna. São Paulo: Ática, 1987.

SCHNURBEIN, Stefanie V. Shamanism in the Old Norse traditions: a theory between ideological camps. History of religions 43 (2), 2003.

ZIERER, Adriana. Artur: de guerreiro a rei cristão nas fontes medievais latinas e célticas. Brathair 2 (1), 2002, p. 45-61. www.brathair.com Acessado em 07 de novembro de 2006.

Publicado
2007-06-14
Como Citar
Langer, J. ., & de Campos, L. . (2007). THE WICKER MAN: REFLEXÕES SOBRE A WICCA E O NEO-PAGANISMO. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 4(2), 1-21. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/725