TEMPOS DE INTOLERÂNCIA

CHICO CONTA CALABAR

  • Christian Alves Martins
Palavras-chave: Chico Buarque, História e Teatro, Calabar

Resumo

Este trabalho tem como objetivo recuperar a historicidade da peça Calabar – o elogio da traição (1973) escrita por Chico Buarque e Ruy Guerra. Produzida em plena Ditadura Militar, o que criou obstáculos à montagem da peça, é uma alegoria histórica passada na época das Invasões Holandesas, no Brasil, do século XVII. Aborda a questão da lealdade e da traição, numa clara alusão à conjuntura política do período em que foi escrita. A partir da compreensão da História através do Teatro, buscaremos analisar os embates políticos e relações de poder a partir da relação passado/presente, além da utilização da alegoria histórica como estratagema artístico para denunciar as mazelas sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROS, Maria Irenilce Rodrigues. As canções de Chico Buarque numa perspectiva intertextual. 2000. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Federal de Uberlândia, 2000.
CHARTIER, Roger. Formas e Sentido – Cultura Escrita: entre a distinção e a apropriação. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.
CHARTIER, Roger. À Beira da Falésia: A História entre Certezas e Inquietude. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2002.
Publicado
2020-08-08
Como Citar
Alves Martins, C. . (2020). TEMPOS DE INTOLERÂNCIA: CHICO CONTA CALABAR. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 1(1), 1-15. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/8