DESVENDANDO A CIDADE DE SÃO PAULO, NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX

  • Maria Cecília Naclério Homem Instituto de Estudos Brasileiros – USP
Palavras-chave: Os caminhos da riqueza dos paulistanos na primeira metade do Oitocentos, Maria Lucília Viveiros Araújo

Resumo

O livro em questão, Os caminhos da riqueza dos paulistanos na primeira metade do Oitocentos, de Maria Lucília Viveiros Araújo, foi elaborado a partir da tese
de doutoramento da autora, orientada pelo Prof. Dr. Nelson Hideiki Nozoe. Trata-se de um trabalho compacto e substancioso, o qual demonstra que a cidade de São Paulo não era tão pobre na primeira metade do século XIX, pelo menos no que diz respeito a um determinado número de famílias que conseguiram acumular riqueza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cecília Naclério Homem, Instituto de Estudos Brasileiros – USP

Maria Cecília Naclério Homem é mestre em História (FFLCH-USP) e doutora em Estruturas Ambientais Urbanas (FAU-USP). Realiza pesquisas na área de História Urbana e História da Cultura Material no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo. Escreveu diversos artigos e os livros: Higienópolis: grandeza de um bairro paulistano; Prédio Martinelli: a ascensão do imigrante e a verticalização de São Paulo e O Palacete Paulistano.

Referências

ALCÂNTARA MACHADO, José de. Vida e morte do bandeirante. São Paulo: Martins, 1943.

ALMEIDA, Elizabeth Darwiche Rabello. A cidade e sua estrutura profissional: 1804-1825. In: COSTA, Iraci del Nero (Org.). Brasil: história econômica e demográfica.

São Paulo: IPE/USP, 1986.

ARAÚJO, Maria Lucília Viveiros de. Contribuição metodológica para a pesquisa historiográfica com os testamentos. Histórica – Revista do Arquivo do Estado de São Paulo, ed. 6., out. 2005. Disponível em: www.historica.arquivoestado.sp.gov.br

ARAÚJO, Maria Lucília Viveiros de. Os caminhos da riqueza dos paulistanos na primeira metade do Oitocentos. São Paulo: Hucitec/FAPESP, 2006.

BRUNO, Ernani Silva. História e tradições da Cidade de São Paulo. Rio de Janeiro: José Olímpio, 1953.

ELLIS JR., Alfredo. A economia paulista no século XVIII: o ciclo do muar e o ciclo de açúcar. São Paulo: Biblioteca da Academia Paulista de Letras, 1979.

MARCÍLIO, Maria Luiza. A cidade de São Paulo, povoamento e população, 1750-1850. São Paulo: Pioneira-USP, 1974.

MELLO, Zélia Maria Cardoso de. Metamorfoses da riqueza, São Paulo, 1845-1895. São Paulo: Hucitec, 2000.

MORSE, Richard M. Formação histórica de São Paulo. São Paulo: Difel, 1970.

OLIVEIRA, Maria Luiza Ferreira de. Entre a casa e o armazém. São Paulo: Alameda, 2005. Este último baseou-se na Tese de Doutorado (em História Social): Relações sociais e experiência da urbanização de São Paulo, 1870-1900, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo de 2003.

PETRONE, Maria Thereza Schorer. A lavoura canavieira em São Paulo. São Paulo: Difel, 1968.

PETRONE, Maria Thereza Schorer. O Barão de Iguape. Um empresário da época da Independência. São Paulo/Brasília: Ed. Nacional/INL, 1976.

RABELLO, Elizabeth Darwiche. Os comerciantes na sociedade paulistana na primeira metade do século XIX. Livre-Docência (História), Assis: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP – Assis), 1988.

SAMPAIO, Teodoro. São Paulo no século XIX. Revista do I.H.G.S.P., v. VI, São Paulo, 1900-01.

TAUNAY, Affonso de E. História da cidade de São Paulo. São Paulo: Melhoramentos, 1953.

Publicado
2006-09-14
Como Citar
Naclério Homem, M. C. . (2006). DESVENDANDO A CIDADE DE SÃO PAULO, NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 3(3), 1-8. Recuperado de https://www.revistafenix.pro.br/revistafenix/article/view/823