Da telinha às páginas impressas

democracia, debate eleitoral televisivo e as eleições presidenciais de 1989

  • Edvaldo Correa Sotana Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
Palavras-chave: Televisão, Imprensa, Eleição, Debate televisivo

Resumo

Este artigo discute as relações entre mídia, política e democracia na história do Brasil Republicano. Em 1989, o Brasil realizou eleições presidenciais diretas após 29 anos. Dentre as inovações desse processo, figuravam a televisão, seus agentes e produtos. É nossa intenção apresentar algumas considerações sobre a campanha eleitoral de 1989. De modo geral, pretendemos enfocar o último debate eleitoral televisivo travado entre Fernando Collor de Mello e Luiz Inácio Lula da Silva. Especificamente, objetivamos discutir a edição jornalística do evento realizada pela Rede Globo de Televisão e veiculada em seus telejornais. Em seguida, buscamos apontar a forma como a imprensa escrita abordou esse debate televisivo e sua edição feita pela Globo. Esta pesquisa histórica toma como fontes os produtos audiovisuais e o material veiculado pelo Jornal do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, Alzira Alves. Jornal do Brasil: uma reforma famosa. In: ABREU, Alzira Alves; LATTMAN-WELTMAN, Fernando; ROCHA, Dora. Eles mudaram a imprensa: depoimentos ao CPDOC. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2003.

ALMEIDA, Alessandro de; ALMEIDA, Edwirgens A. Ribeiro Lopes. Que presidente sou eu? A telenovela como instrumento de propaganda eleitoral nas eleições de 1989. História e Perspectivas, v. 27, n. 51, p. 337-354, 2014.

ANTUNES, Rafael Henrique. Pra não dizer que não se falou em flores: a repercussão da Revolução dos Cravos na grande imprensa do Brasil, 1974-1976. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2013.

ARCOLEZE, Conrado Ferreira. Fio da história: campanha presidencial de Leonel Brizola e o seu entrelaçar com o passado político do candidato pela imprensa. Dissertação (Mestrado Acadêmico em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2020.

BARROS FILHO, Eduardo Amando. Por uma televisão cultural‐educativa e pública: a TV Cultura de São Paulo, 1960‐1974. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2010.

BARROS FILHO, Eduardo Amando. A televisão educativa sob medida para o governo militar: a Fundação Centro Brasileiro de TV Educativa, 1964‐1981. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2017.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertand Brasil, 2000.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

BUSETTO, Áureo. Em busca da caixa mágica: o Estado Novo e a televisão. Revista Brasileira de História, v. 27, n. 54, p. 177-196, 2007.

BUSETTO, Áureo. A mídia brasileira como objeto da história política: perspectivas teóricas e fontes. In: SEBRIAN, Raphael Nunes Nicoletti (org.). Dimensões da política na historiografia. Campinas: Pontes Editores, 2008. p. 9-23.

BUSETTO, Áureo. Sem aviões da Panair e imagens da TV Excelsior no ar: um episódio sobre a relação regime militar e televisão. In: KUSHNIR, Beatriz (org.). Maços na gaveta: reflexões sobre mídia. Niterói: EdUFF, 2009. p. 53-64.

BUSETTO, Áureo. Imagens em alta indefinição: produção televisiva nos estudos históricos. In: GAWRYSZEWSKI, Aberto (org.). Imagens em debate. Londrina: Eduel, 2011. p. 161-177.

BUSETTO, Áureo (org.). História plugada e antenada: estudos históricos sobre mídias eletrônicas no Brasil. Curitiba: Appris, 2017.

CANGUSSU, Bruna Dias. Representações das eleições de 1989 e cultura política na telenovela O salvador da pátria. In: Anais do XX Encontro Regional de História: História em tempos de crise. Uberaba-MG: UFTM, 2016. Disponível em: ˂http://encontro2016.mg.anpuh.org/resources/anais/44/1469212790_ARQUIVO_TEXTOANPUH.pdf˃. Acesso em: 8 ago. 2020.

CARVALHO, Carlos Eduardo Souza de. A fabricação do presidente: estratégias para a construção da imagem de Fernando Collor de Mello na eleição presidencial de 1989, na televisão. Dissertação. (Mestrado em História) – Universidade Federal de Mato Grosso, 2005.

CARVALHO, Aloysio Castelo de. A rede da democracia: O Globo, O Jornal e o Jornal do Brasil na queda do governo Goulart (1961-64). Niterói: UFF/NitPress, 2010.

COSTA, Osmani Ferreira da. Televisão e política: uma história dos canais e redes de TV no Paraná (1954-1985). Londrina: Eduel, 2015.

COUTO, André. Partido da Reconstrução Nacional (PRN). Disponível em: ˂http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/partido-da-reconstrucao-nacional-prn˃. Acesso em: 8 ago. 2020.

D´ANCONA, Matthew. Pós-verdade. Barueri: Faro Editorial, 2018.

ENCARNAÇÃO, Paulo Gustavo da. “Brasil mostra a tua cara”: rock nacional, mídia e a redemocratização política (1982-1989). Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2009.

ENCARNAÇÃO, Paulo Gustavo da. Rock cá, rock lá: a produção roqueira no Brasil e em Portugal na imprensa - 1970/1985. São Paulo: Intermeios/Fapesp, 2018.

FREIRE, Américo; AZEVEDO, Flávia. Intervenção Política, Imprensa e Democracia: os Tijolaços de Leonel Brizola. In: Anos 90, Porto Alegre, v. 18, n. 33, p. 15-40, jul. 2011. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/anos90/article/view/26277/15346>. Acesso em 10 ago. 2020.

GAVIN, Neil T. Press and television in British politics: media, money and mediated. New York: Palgraw Macnilan, 2007.

GLOBO NEWS. Dossiê. Entrevista de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho a Geneton Moraes Neto (2011). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xAAtlLUs_QI>. Acesso em: 17 set. 2018.

GONÇALVES, Tatiana Santos. A televisão e o jogo político no período militar no Brasil. In: MARTINS, Moisés de Lemos; OLIVEIRA, Madalena (ed.). Comunicação ibero-americana: os desafios da internacionalização. Braga: Universidade do Minho, 2014. p. 1267-1275.

JEANNENEY, Jean‐Noël. Uma história da comunicação social. Lisboa: Terramar, 1996.

HAMBURGER, Esther. O Brasil antenado: a sociedade da novela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

LARANGEIRA, Álvaro Nunes. Silêncios permissivos: os cadernos especiais da Folha de S. Paulo e Jornal do Brasil no 10º ano do regime militar. Estudos em Jornalismo e Mídia, v. 12, n. 2, p. 216-225, 2015.

LATTMAN-WELTMAN, Fernando; CARNEIRO, José Alan Dias; RAMOS, Plínio de Abreu. A imprensa faz e desfaz um presidente: o papel da imprensa na ascensão e queda do “fenômeno” Collor. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.

LATTMAN-WELTMAN, Fernando. Apresentação. In: LATTMAN-WELTMAN, Fernando; CARNEIRO, José Alan Dias; RAMOS, Plínio de Abreu. A imprensa faz e desfaz um presidente: o papel da imprensa na ascensão e queda do “fenômeno” Collor. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.

LEVITSKY, Steven; ZIBLATT, Daniel. Como as democracias morrem. Rio de Janeiro: Zahar, 2018.

LIMA, Venício A. de. Televisão e política: hipótese sobre o 1º turno da eleição presidencial de 1989. In: LIMA, Venício A. de. Mídia: teoria e política. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001. p. 2013-249.

MACHADO, Maria Berenice da Costa. Debates nas campanhas presidenciais: Brasil 1989-2010. In: Anais do VIII Encontro Nacional de História da Mídia. Unicentro, Guarapuava-PR, 2011. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/alcar/ encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/8o-encontro-2011-1/artigos/Debates%20nas% 20campanhas% 20 presidenciais%20Brasil%201989-2010.pdf/view>. Acesso em: 8 jul. 2020.

MACIEL, David. De Sarney a Collor: reformas políticas, democratização e crise (1985-1990). Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Goiás, 2008.

MAXWELL, Richard. The spectache of democracy: spanhish television, nationalism and political transicion. Mineapolis: University of Minnesota Press, 1995.

MEMÓRIA GLOBO. Debate Collor x Lula. Disponível em: ˂https://memoriaglobo.globo.com/erros/debate-collor-x-lula/˃. Acesso em: 8 ago. 2020.

MIGUEL, Luis Felipe. Televisão e construção da agenda eleitoral no Brasil. Diálogos Latinoamericanos, n. 10, 2005.

NASCIMENTO, Luiz Miguel do. Introdução ao debate sobre a eleição presidencial brasileira de 1989. História: Questões & Debates, n. 44, p. 165-188, 2006.

OATES, Sarah. Television, democracy and elections in Russia. New York: Routledge, 2006.

OLIVEIRA, Wellington Amarante. Telecurso 2º grau: paradigma no ensino pela TV e legitimação política da Rede Globo, 1978‐1981. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2011.

OLIVEIRA, Wellington Amarante. Muito além do conhecimento: a TV Educativa na França e no Brasil. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2017.

PALHA, Cássia Rita Louro. A Rede Globo e o seu repórter: imagens políticas de Teodorico a Cardoso. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2008.

PALHA, Cássia Rita Louro. Telejornalismo e formação de consenso: o repórter, ‘o caçador de marajás’ e o dito ‘Estado parasitário’. História e Perspectivas, n. 48, 127-154, 2013.

PETHS, Lucas Lisboa; LEAL, Paulo Roberto Figueira. Horário gratuito de propaganda eleitoral e propaganda partidária gratuita: do surgimento à personalização na televisão brasileira. Parágrafo, v. 1, n. 2, p. 84-97, 2013.

RÁDIO JOVEM PAN. Boni fala sobre polêmica edição do debate entre Lula e Collor, em 1989 (2016). Disponível em: ˂https://www.youtube.com/watch?v=4dWSHkyTFxM˃. Acesso em: 17 set. 2018.

SANTOS, Suzy; CAPPARELLI, Sérgio. Coronelismo, radiodifusão e voto: a nova face de um velho conceito In: BRITTOS, Valério Cruz; BOLAÑO, César Ricardo Siqueira (org.). Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia. São Paulo: Paulus, 2005. p. 77-101.

SILVA, Carlos Eduardo Lins da. Indústria da comunicação: personagem principal das eleições presidenciais brasileiras de 1989. Revista Brasileira de Comunicação, n. 62/63, p. 121-127, 1990.

SILVA, Heber Ricardo da. A democracia impressa: transição do campo jornalístico e do político e a cassação do PCB nas páginas da grande imprensa, 1945 – 1948. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2008.

SOTANA, Edvaldo Correa. A TV Morena em páginas impressas: vestígios do noticiário sobre a chegada da televisão no estado de Mato Grosso. História Revista, v. 23, n. 2, p. 115 - 136, 2019.

SOTANA, Edvaldo Correa. Integração nacional por antenas de TV e a transmissão do Jornal Nacional para Cuiabá (1976). Domínios da Imagem, v. 14, n. 26, p. 113-137, 2020.

SOTANA, Edvaldo Correa. A paz fria: suspeições da grande imprensa brasileira sobre a pacificação mundial (1945-1953). Curitiba: Appris, 2020.

SOUZA, Suellen Cerqueira Anunciação de. Interrompendo a programação: espetacularização no horário gratuito de propaganda eleitoral dos candidatos à governador nas eleições em Mato Grosso do Sul (1998). Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2019.

TEXEIRA, Carla Drielly dos Santos. Das ondas do rádio ao papel dos jornais: desenvolvimento da radiodifusão e autonomia política da imprensa no Brasil, 1931-1937. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Estadual Paulista, 2015.

TV RECORD. Maior diretor da Rede Globo confirma que houve manipulação nas eleições de 89 (2011). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=To-FNLeoOK0>. Acesso em: 17 set. 2018.

VELHO, Gilberto. A vitória de Collor: uma análise antropológica. Novos Estudos Cebrap, n. 26, p. 44-47, 1990.

Publicado
2020-12-23
Como Citar
Correa Sotana, E. . (2020). Da telinha às páginas impressas: democracia, debate eleitoral televisivo e as eleições presidenciais de 1989 . Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 17(17), 161- 182. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v17i17.948