Conexões luso-amazônicas

intelectuais mediadores na Revista Brasil-Portugal (1899-1914)

  • Anna Carolina de Abreu Coelho Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
Palavras-chave: Imprensa, Amazônia, Portugal

Resumo

O periódico Brasil-Portugal foi uma revista quinzenal ilustrada portuguesa voltada para temas da atualidade. Com 374 números pulicados, a Brasil-Portugal circulou de 1899 a 1914 entre países lusófonos como Brasil, Guiné-Bissau, Angola e Moçambique, e em outros lugares por intermédio de seus colaboradores. Intelectuais e políticos paraenses integraram a equipe do periódico, a exemplo do Barão de Marajó e de Paes de Carvalho, que ajudaram a dar visibilidade à Amazônia por meio de notícias, fotografias, biografias, propagandas, especialmente durante a virada do século XIX para o XX. A partir da revista, este artigo pretende analisar o processo de divulgação da Amazônia na imprensa portuguesa, que evidenciam os laços de sociabilidade entre brasileiros e portugueses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, José Coelho da Gama. A Amazonia: as províncias do Pará e Amazonas e o governo central do Brasil. Lisboa: Typographia Minerva, 1883.

ALVES, Moema. Aproximações entre Portugal e a Amazônia nas páginas da Ilustração Portuguesa. In: SARGES, Maria de Nazaré; FIGUEIREDO, Aldrin Moura de; AMORIM, Maria Adelina. O imenso Portugal: estudos luso-amazônicos. Belém: UFPA, Cátedra João Lúcio de Azevedo, 2019.

BOTELHO, Rodrigo. A canhoneira Pátria e o sistema de informação: 1903-1931. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências da Documentação e Informação Arquivística) – Universidade de Lisboa, Lisboa, 2017.

BRAGA, Teodoro. Catalago dos Periódicos Portugueses Publicados no Pará. In: CARINHAS, Teófilo (org.). Álbum da colônia portuguesa no Brasil: estado do Pará. Lisboa: Oficinas Gráficas dos Carinhas, 1929. p. 627-628. Disponível em: https://fauufpa.org/2015/09/09/album-da-colonia-portuguesa-no-brasil-estado-do-para-1929. Acesso em: 7 jan. 2020.

CANCELA, Cristina Donza. O Pará nos jornais do Porto: entre anúncios, economia, exotismo e outras ambiguidades (1900-1910). Territórios & Fronteiras, Cuiabá, v. 12, n. 1, p. 338-358, 2019.

COELHO, Geraldo Mártires. Vida intelectual e sociabilidade urbana na Belém da belle époque da borracha (1890-1910). In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 24., 2007, São Leopoldo. Anais [...]. São Paulo: ANPUH, 2007.

GOMES, Angela de Castro; HANSEN, Patrícia Santos (org.). Intelectuais mediadores: práticas culturais e ação política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

HIGES, Manuel Romero. A Publicidade nos jornais portugueses no final da Monarquia: corporativismo profissional e publicidade perante a liberdade da imprensa. Estudos do Século XX, Coimbra, n. 16, p. 129-144, 2016.

LUCA, Tania Regina de. A Ilustração (Paris, 1884-1892) e a Revista de Portugal (Porto, 1889-1892): diálogos entre projetos editoriais e possibilidades técnicas. Topoi, Rio de Janeiro, v. 18, n. 34, p. 91-115, 2017.

MACHADO, Igor José de Renó. O “brasileiro de torna-viagens” e o lugar do Brasil em Portugal. Estudos históricos, Rio de Janeiro, n. 35, p.47-67, 2005.

MEDEIROS, Gutemberg. 100 anos de Atlantida: continente de letras de Brasil e Portugal. Galáxia, São Paulo, n. 32, p. 163-175, 2016.

MULLER, Fernanda. Lorjó Tavares, esse ilustre desconhecido de Brasil Portugal (1899 1914). Todas as Letras, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 44-54, 2011.

MULLER, Fernanda. No limiar entre literatura, memória e história: a galeria da imprensa luso-brasileira na revista Brasil-Portugal (1899-1914). Letras & Letras, Uberlândia, v. 26, n. 1, p. 255-270, 2010.

OLIVEIRA, Maria da Glória. Fazer história, escrever a história: sobre as figurações do historiador no Brasil oitocentista. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 30, n. 59, p. 37-52, 2010.

PIZARRO, Ana. Amazônia: as vozes do rio: imaginário e modernização. Belo Horizonte: UFMG, 2012.

SANTOS, João Júlio Gomes dos. “O mais esquisito dos espetáculos”: a crise do asilo diplomático entre Brasil e Portugal em 1884. 2014. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica, Porto Alegre, 2014.

SARGES, Maria de Nazaré. A árvore das patacas secou: o comércio português em Belém no primeiro quartel do século XX. In: MENEZES, Lená Medeiros; SOUSA, Fernando de (org.). Brasil-Portugal: pontes sobre o Atlântico: múltiplos olhares sobre a e/imigração. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2017. p. 73-80.

SARGES, Maria de Nazaré. Belém: riquezas produzindo a belle-époque (1870-1912). 2. ed. Belém: Paka-Tatu, 2000.

SERPA, Élio. Portugal no Brasil: a escrita dos irmãos desavindos. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 20, n. 39, p. 81-114, 2000.

SIRINELLI, Jean-François. Os intelectuais. In: RÉMOND, René (org.). Por uma história política. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2003. p. 245-248.

SOARES, Gabriela Pellegrino. Escrita e edição em fronteiras permeáveis: mediadores culturais na formação da nação e da modernidade na América Latina (século XIX e primeiras décadas do XX). São Paulo: Intermeios, 2017.

VERÍSSIMO, José. A Amazônia: aspectos econômicos. Rio de Janeiro: Typographia do Jornal do Brasil, 1892.

Publicado
2020-12-23
Como Citar
Coelho, A. C. de A. (2020). Conexões luso-amazônicas: intelectuais mediadores na Revista Brasil-Portugal (1899-1914). Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 17(17), 601-618. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v17i17.969