Instituiçòes alemãs e teuto-brasileiras em Juiz de Fora/MG

o associativismo em questão

Palavras-chave: Associativismo, Instituições, Imigrantes

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar e descrever o processo de formação e desenvolvimento de duas sociedades de cunho associativo que existiram na cidade de Juiz de Fora/MG: Sociedade Alemã de Beneficência de 1872 e Sociedade de Beneficência Brasileira-Alema de 1894. Percebemos através das fontes analisadas a importância destas sociedades para os imigrantes alemães,teuto-brasileiros e brasileiros não só para a assistência social mas também para a oportunidade de sociabilidade através dos diversos eventos realizados principalmente nos parques das cervejarias existentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Referências bibliográficas

BATALHA, Claudio Henrique de Morais. Cultura Associativa no Rio de Janeiro da Primeira República. In: BATALHA, Claudio Henrique de Morais; SILVA, Fernando Teixeira; FORTES, Alexandre. (Orgs.). Culturas de Classe: identidade e diversidade na formação do operariado. Campinas: UNICAMP, 2005.

DIEGUES JUNIOR, Manoel. Imigração, Urbanização, Industrialização. Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais, 1964.

ESTEVES, Albino. LAGE, Oscar Vidal Barbosa. Álbum do Município de Juiz de Fora. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, 1915.

FURLANETTO, Patricia Gomes. O Associativismo como Estratégia de Inserção Social: as práticas sócio-culturais do mutualismo imigrante italiano em Ribeirão Preto (1895-1920).Tese (Doutorado em Historia Social)- Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

GASPARETTO JUNIOR, Antonio. Mutualismo Alemão em Juiz de Fora: o reforço da identidade em perspectiva. In: Revista de Artes e Humanidades, n.8 maio-out, 2011. Disponível em: http://revistacontemporaneos.com.br/n8/dossie/mutualismo%20alemao.pdf Acesso em : 2 jan. 2021.

____________________________Direitos Sociais em Perspectiva: Seguridade, Sociabilidade e Identidade nas Mutuais de Imigrantes em Juiz de Fora (1872-1930). Belo Horizonte: Fino Traço, 2014.

JESUS, Ronaldo Pereira. Associativismo no Brasil do Século XIX: repertório crítico dos registrosde sociedades no Conselho de Estado(1860-1889). In: Locus-Revista de História.Juiz de Fora,v. 13, n. 1,p. 144-170, 2007.

KAPPEL, Oscar. Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Juiz de Fora-140 anos de história. Juiz de Fora: Editar, 2002.

LISBOA, Jakeline Duque de Moraes Lisboa. Turnerschaft: Clube Ginástico de Juiz de Fora (1909-1979). Dissertação ( Mestrado em Educação Física)- Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2010.

_________________. O divertimento nos espaços associativos de imigrantes alemães e teuto-brasileiros em Juiz de Fora - MG: do último quartel do séc. XIX ao fim da II Guerra Mundial. 2017. Tese (Doutorado Interdisciplinar em Estudos do Lazer)- Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

LUCA, Tania. Regina. O Sonho do Futuro Assegurado. São Paulo: Contexto Brasília, 1990.

MASSENA, João. Movimento associativo de Juiz de Fora, 1901.

NOMELINI, Paula Christina Bin. Associações operárias mutualistas e recreativas em campinas (1906-1930). Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 2007.

OLIVEIRA, Luis Eduardo. Os Trabalhadores e a Cidade: a formação do proletariado de Juiz de Fora e suas lutas por direitos (1877-1920). Juiz de Fora: FUNALFA; Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

OLIVEIRA, Monica Ribeiro. Imigração e Industrialização: os alemães e os italianos em Juiz de Fora (1854-1929). Dissertação (Mestrado em História)- Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1991.

SILVA JUNIOR, Adhemar Lourenço. O mutualismo de fechamento étnico no Rio Grande do Sul (1854-1940). In: MÉTIS: história & cultura – v. 4, n. 8, p. 127-157, jul./dez. 2005. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/metis/article/view/1221 . Acesso em 10 jan. 2021.

STEHLING, Luis José. Juiz de Fora, a Companhia União e Indústria e os Alemães. Juiz de Fora: FUNALFA edições, 1979.

VISCARDI, Cláudia Maria Ribeiro. O cotidiano dos portugueses de Juiz de Fora (1840-1940). In: BORGES, Célia Maia (Org.). Solidariedades e Conflitos: História de vida e trajetória de grupos em Juiz de Fora. Juiz de Fora: EDUFJF, 2000.

_______________________________;GASPARETTO JÚNIOR, Antonio. O Mutualismo em Juiz de Fora: as experiências da Associação Beneficente dos Irmãos Artistas. In: VISCARDI, Cláudia Maria Ribeiro; OLIVEIRA, Mônica Ribeiro. (Orgs). À Margem do Caminho Novo.. Rio de Janeiro: FGV, 2011.

Jornais

ARQUIVO DO SETOR DE MEMÓRIA DA BIBLIOTECA MUNICIPAL MURILO MENDES

JORNAL DO COMMERCIO,22/12/1897;12/06/1898;24/05/1932

ARQUIVO DA BIBLIOTECA NACIONAL DIGITAL. DISPONÍVEL: HTTP://BNDIGITAL.BN.BR/ACERVODIGITAL

O PHAROL, 14/07/1883.

__________, 21/01/1886;

__________, 13/05/1887

__________, 13/03/1888

__________, 04/05/1888

__________, 29/06/1888

__________, 22/11/1893

__________, 11/07/1894

__________, 19/07/1900

__________, 23/12/1900

__________, 13/12/1901

__________, 05/04/1905

__________, 26/06/1906

__________, 10/07/1906

__________, 04/10/1906

__________, 25/10/1906

__________, 26/01/1907

__________, 19/11/1907

__________ ,01/01/1908

__________ ,27/04/1909

__________, 22/07/1909

__________, 11/09/1911

__________, 30/01/1912

__________, 28/01/1914

__________, 13/04/1917

__________, 25/05/1922

__________, 31/05/1902

Documentos

Estatuto da Sociedade Alemã de Beneficência, 1942

Estatuto da Sociedade de Beneficência Brasileira-Alemã, 1895

Jubileu dos 60 anos de fundação da DeutscherKranken-Unterstützungs-Verein

Publicado
2022-05-31
Como Citar
DUQUE de Moraes Lisboa, J. (2022). Instituiçòes alemãs e teuto-brasileiras em Juiz de Fora/MG: o associativismo em questão. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 19(1), 291- 314. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v19i1.990